Parlamento Europeu rejeita ACTA definitivamente


 

Votação teve 478 votos contra e apenas 39 a favor. Críticos ao acordo antipirataria comemoram e já falam em reforma da política de copyrights na Europa

 

O Parlamento Europeu rejeitou definitivamente o Anti-Counterfeiting Trade Agreement (ACTA), que previa maior controle da internet, por 478 votos contra e apenas 39 a favor. A rejeição é um revés para a Comissão Européia que pretendia usar a regulamentação para defender os interesses econômicos de empresas vítimas de pirataria.

As organizações sociais que lutaram por anos contra a aprovação do ACTA comemoraram a votação e se mostraram esperançosas sobre a possibilidade de uma reforma na política de direitos autorais na Europa, conforme informou o blog especializado na regulação da internet, La Quadrature du Net.

“Para além do ACTA, devemos parar esta tendência repressiva que ameaça a internet e os direitos fundamentais dos cidadãos. Cidadãos precisam exigir um reforma do copyright que estimulem práticas culturias como compartilhamento e reutilização, em vez de reprimi-las”, afirmou o portavoz do grupo de advogados representando a sociedade civil organizada, Jérémie Zimmermann.

Anterior Curitiba fica em 1º no Índice de Cidades Digitais 2012
Próximos Regras para desoneração de redes saem semana que vem