A TIM afirmou nesta quarta-feira (18) que a medida cautelar da Anatel que impede novas adições de usuários pela operadora  em 19 estados foi adotada de forma desproporcional, o que “prejudicará a competição no setor de telecomunicações, em benefício de alguns concorrentes”.

Em nota informou ainda que, no quesito Índice de Desempenho no Atendimento da Anatel (IDA), “a TIM saiu da última posição no indicador e assumiu a vice-liderança, estando cada vez mais próxima do primeiro lugar, reflexo da grande redução na taxa de reclamações (-36%)”. No 1º trimestre de 2012, em comparação com o mesmo período 2011, a TIM diz ter sido a única operadora a apresentar redução na taxa de reclamações e crescimento na pontuação do IDA.

A companhia lembrou também que é a única operadora do país a vender seus aparelhos desbloqueados e sem multa de fidelização. Assim, afirma ser a satisfação com a operadora o único elemento que mantém um cliente na operadora.

A TIM ainda apresentou dados de investimento. A companhia alega ter feito “um grande esforço de integração” da rede móvel da TIM com a rede de fibra óptica da TIM Fiber, para expandir a capacidade, no primeiro semestre. “Em 2013, a previsão é que 80% das maiores cidades brasileiras estejam já conectadas via fibra óptica. Esse investimento melhorará a qualidade de transmissão de voz e dados de forma significativa”.

A operadora afirmou trabalhar pela modernização de equipamentos, dobrando a velocidade da infraestrutura de acesso à internet móvel para 42 Mbps (HSPA+, etapa intermediária entre 3G e 4G) e usou como exemplo São Paulo: “hoje, mais de 50% dos sites já foram modernizados para operar com essa tecnologia, que seguirá nas principais cidades.”

A operadora informou que tomará todas as medidas necessárias para restabelecer o quanto antes a normalidade de seus serviços. (Da redação)