Para Telebras, cabo para Europa é prioridade


A Telebras respondeu oficialmente ao poscionamento da Angola Cables que divulgou para a imprensa a informação de que a estatal brasileira teria desistido de uma parceria para construção de um cabo submarino ligando os continentes africano e sul-americano.

Em nota, a Telebras frisou que “a prioridade (…) é a construção do cabo submarino que liga o Brasil ao continente europeu, por questões comerciais e estratégicas. Nesse projeto, já conta com a parceria da espanhola IslaLink Submarine Cables e negocia com outros investidores brasileiros na formação da JVCo (Joint-Venture Company), empresa com capital majoritário nacional.

Em relação ao projeto de instalação de um cabo submarino que vai ligar o continente africano ao Brasil, a Telebras esclarece que optou por não realizar aporte financeiro, mas que ofereceu à Angola Cable um ponto de aterragem para o cabo em Fortaleza (CE). (Da redação)

Anterior 700 MHz: instalação de filtros nas TVs pode custar bilhões, alerta Abratel
Próximos Anatel vai criar entidade para administrar mitigação de interferências na faixa de 700 MHz