Para reduzir dívida, Telefónica corta dividendos


A Telefónica comunicou hoje, 27, que irá cortar os dividendos em 2016 e 2017 face a dificuldade em vender a sua operadora inglesa, a O2. Os lucros dos nove primeiros meses da operadora espanhola caíram 22%. Ela está cortando os dividendos deste ano de 75 centavos de euros para 55 centavos de euros.

telefonicas

A Telefónica comunicou hoje, 27, que irá cortar os dividendos em 2016 e 2017 face a dificuldade em vender a sua operadora inglesa, a O2. Ela está cortando os dividendos deste ano de 0,75 centavos de euros para 0,55 centavos de euros.

A forma de pagamento desses dividendos será 0,35 centavos de euros em novembro deste ano, e o restante no segundo trimestre de 2017. A primeira parcela será paga em forma de ações, ou como é chamado, “scrip dividend”.

Em 2017 o corte nos dividendos será maior: de 0,75 centavos de euros para 0,40 centavos de euros. O pagamento será feito metade no quarto trimestre de 2017 e a outra metade no segundo trimestre de 2018. Ambas as parcelas serão pagas em dinheiro.

Já havia uma pressão de algumas agências de risco para cortar os dividendos, que vêm sendo distribuídos com fartura desde 2012. A sua dívida cresceu para € 53 bilhões e a média do mercado europeu é de € 43 bilhões

 

Anterior TIM resgata mais R$ 8,7 milhões de garantias de leilão da Anatel
Próximos Segurança é o foco da Oi para crescer no mercado corporativo