Para Costa, prisão de Dantas não afeta fusão da Oi com a BrT.


A prisão do banqueiro Daniel Dantas, que já controlou a Brasil Telecom e que recentemente negociou as suas ações, não deve prejudicar a fusão dessa empresa com a Oi. A opinião é do ministro das Comunicações, Hélio Costa, que não vê nenhuma ligação entre um caso e outro. Segundo o ministro, a prisão deve ser …

A prisão do banqueiro Daniel Dantas, que já controlou a Brasil Telecom e que recentemente negociou as suas ações, não deve prejudicar a fusão dessa empresa com a Oi. A opinião é do ministro das Comunicações, Hélio Costa, que não vê nenhuma ligação entre um caso e outro.

Segundo o ministro, a prisão deve ser resolvida pela Justiça. Mas disse que está preparado para fazer a defesa daqueles acionistas que se sentirem lesados com a atuação do banqueiro.

-Temos que ter o cuidado para que tudo isso que está acontecendo hoje não possa prejudicar qualquer entendimento sobre a fusão", disse Costa. Daniel Dantas foi preso ontem pela Polícia Federal sob acusação de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, desvio de recursos e fraudes com ações.

Segundo fontes, a fusão da Oi com a BrT renderá R$ 1,2 bilhão à Daniel Dantas. 

 

Anterior STF adia a decisão e Daniel Dantas continuará preso
Próximos Ziller apóia o PL 29, com restrições.