Para conter boataria, WhatsApp restringe reenvio de mensagens


O Whatsapp anunciou hoje, 21, medida para restringir a propagação de boatos e desinformação através do aplicativo. A empresa diz que vai limitar o reenvio de uma mesma mensagem a cinco destinatários ou grupos. Antes, era possível fazer 20 reenvios. A decisão se deve ao avanço do uso da ferramenta de mensageria para a propagação de fake news.

Os testes para implantação mundial do limite começaram na Índia, em julho, após uma onda de linchamentos motivados por boatos espalhados através do Whatsapp. À época, diferentes linchamentos resultaram na morte de ao menos 17 pessoas no país asiático.

Entre os boatos haviam afirmações de que as pessoas seriam sequestradoras de crianças. Um dos mortos, inclusive, era empregado do governo contratado para divulgar o uso consciente do aplicativo e orientar as pessoas a não acreditarem em tudo o que chega pelo app. No país, aliás, o app vai testar limites de reenvio menores que cinco e vai retirar o botão de reenvio de mídia.

A limitação foi a solução encontrada até agora pela ferramenta, que afirma não conseguir verificar a veracidade de mensagens por adotar sistema de criptografia ponta a ponta. Ou seja, apenas o emissor e o receptor da mensagem tem acesso a seu conteúdo.

O aplicativo será atualizado automaticamente nos smartphones dos usuários para passar a contar com o limite. Donos de aparelhos Android receberão a atualização a partir desta semana, seguidos pelos donos de iPhones. (Com agências internacionais)

Anterior Padtec vende a divisão de sistemas submarinos para a IPG Photonics
Próximos Huawei prevê demissões devido a banimentos em diferentes países