Presidente, oi, leblon, sala, escritorio, logomarca

Presidente, oi, leblon, sala, escritorio, logomarca

O presidente da Oi, Eurico Teles, foi enfático na necessidade de aprovação  até julho deste ano do projeto de lei 79/16, que autoriza as atuais concessionárias de telefonia fixa, como a Oi, a migrar para o serviço privado de telefonia. ” A aprovação do projeto é urgente, não podemos deixar de passar este ano, sob pena de matar os investimentos do mercado”, afirmou ele durante o Painel Telebrasil 2018.

O executivo lembrou que a Oi, em processo de recuperação judicial, gastou no ano passado R$ 320 milhões com a manutenção dos orelhões e teve apenas R$ 5,6 milhões de receitas com os  640 mil telefones públicos (TUPs) que é obrigada a manter em todo o país. ” Ninguém quer saber o número de meu telefone fixo, nem de ninguém. Não dá mais para sermos obrigados a injetar recursos em serviços que ninguém quer”, afirmou.

Teles assinalou que a Oi, desde que teve a sua recuperação judicial aprovada, está dando as respostas que prometeu, mas a empresa e o setor precisam de modernização da legislação e da regulação. “A empresa está cumprindo todos os prazo da RJ antes da data e agora a Oi está voltando para o patamar de mercado. Vamos buscar todos os clientes que nos deixaram”, avisou.

Próximos Passos

O CEO da Oi assinalou que o próximo importante passo da empresa será a conversão da dívida em capital. Com este processo, a Oi vai reduzir R$ 49 bilhões de dívida em R$ 14 bilhões. E esta etapa ocorre em julho. Depois, assinalou Teles, haverá a capitalização de R$ 4 bilhões.

“A Oi só poderá pedir uma nova Recuperação Judicial dentro de cinco anos. Então, não podemos errar”, concluiu o executivo.