País terá 100 milhões de usuários das redes 3G e 4G em 2015, diz estudo.


Estudo da Nokia Siemens Networks aponta aumento de 250% dos investimentos nas redes móveis até 2015 e um crescimento da base de assinantes em 140% no período. A pesquisa indica também que o backbone em 2015 para as redes móveis crescerá quase 11 vezes em relação a 2011. A previsão da empresa é que, até o fim do ano, o número de usuários 3G no Brasil chegue a 39 milhões. Até julho, este número era de 22,7 milhões de assinantes, segundo dados da Anatel. Para 2015, a previsão é de que os usuários de 3G e 4G cheguem a 100 milhões.

Ainda segundo o estudo, para atender a alta demanda por dados é necessário um espectro quase duas vezes maior do que o atual. “De 2008 para cá, houve um crescimento de quase 40 vezes na utilização do espectro. O desafio  continua sendo o de encontrar soluções para o esgotamento desse espectro e como elevar a eficiência das operadoras. Investimento em novas tecnologias, que otimizem as redes 3G, é essencial para oferecer serviços de qualidade, a menores preços e, ao mesmo tempo, com maior rentabilidade para as empresas”,  afirma Wilson Cardoso, diretor de Tecnologia para América Latina da Nokia Siemens Networks.

O estudo da Nokia Siemens Network  estima que as receitas anuais com serviços 3G/4G devem alcançar R$ 30 bilhões em 2013. Já o tráfego de dados nessas redes pode aumentar até 50 vezes entre 2008 a 2013, crescendo 90% ao ano. (Da redação)

 

Anterior TST isenta Claro do pagamento de insalubridade a atendente de call center
Próximos LG nega corte de 30% em funcionários da divisão de celulares no exterior