País chega a fevereiro com 272,7 milhões de celulares, com crescimento maior de pós-pagos.


O Brasil fechou fevereiro com 272,72 milhões de linhas ativas na telefonia móvel, com o acréscimo de 370,02 mil habilitações. A banda larga móvel totalizou 110,19 milhões de acessos, dos quais 1,82 milhão eram terminais 4G. E terminais de dados M2M chegaram a quase 8,5 milhões, conforme números divulgados nesta quinta-feira (27) pela Anatel.

No segundo mês de 2014, os acessos pré-pagos totalizavam 212,09 milhões (77,77% do total) e os pós-pagos 60,64 milhões (22,23%). Os terminais WCDMA já representam 37,18% e GSM, 56,48% ante 34,96% e 58,90% respectivamente anotados em dezembro, confirmando o avanço da substituição da tecnologia 2G por 3G. A teledensidade subiu para 134,97 acessos por 100 habitantes.

A Vivo manteve a liderança, com 28,62% do mercado. Em dezembro de 2013, o market share da companhia era de 28,49%. A TIM, em segundo lugar, teve sua participação reduzida entre dezembro e fevereiro, de 27,09% para 27%. A Claro também perdeu espaço nesse período, de 25,34% para 25,28%. Assim como a Oi, de 18,52% para 18,47%.

Os terminais de banda larga móveis (minimodems) também sofreram retração. Em dezembro de 2013, eram 7,03 milhões e em fevereiro caíram para 6,95 milhões.

Anterior USP ganha laboratório para testes de redes inteligentes de energia elétrica
Próximos EDP desiste de operadoras e testes de smart grid saem com infra própria