O conselheiro Emmanoel Campelo está empenhado em apresentar a sua proposta de edital de venda de frequências ainda este ano, em 12 de dezembro. E assinalou que haverá mudanças, pelo menos no tamanho dos blocos da faixa de 3,5 GHz, que hoje estão divididos em blocos de 10 MHz.

Conselho não identificou problemas concorrenciais no ato de concentração. Processo por “gun jumping”, quando as empresas concluem o negócio antes do aval do órgão, segue e pode resultar em multa de até R$ 60 milhões.

A demanda por infraestrutura de postes, rodovia e prédios públicos vai aumentar 4 vezes em cinco anos, com o ingresso do 5G, e os entraves atuais precisam ser melhor resolvidos, defende o setor de telecom.

Entidade cobra da Anatel a definição de uma nova agenda regulatória, em vista do novo marco de telecomunicações

Abraão Balbino disse que a Anatel pensa em criar um novo mercado relevante para ser regulado: o de acesso ao espectro.

Segundo Stefano Lorenzi, chairman da empresa, o grupo ainda não tomou a decisão, mas estuda construir a rede neutra em São Paulo.

Ángel Vilá afirmou a analistas e investidores, durante evento em Barcelona, que Oi já procurou os possíveis interessados e que as conversas estão em estágio inicial. Disse, ainda, que prevê desafios regulatórios, mas transação poderia ter sinergias para a Telefónica no Brasil.

Anatel exigiu planos de ações após fiscalização detectar falhas nas informações sobre cobertura nos canais de venda auditados

Medida vale para 17 estados e começa na próxima segunda-feira, mas deve atingir menos de 1% das 91 milhões de linhas

Algorítimos para auxílio terapêutico a crianças especiais

TIM quer iluminar toda a sua rede 4G com a NB-IOT

Anatel define os mandatos das entidades no CPPP

Em outubro, a entidade criada pelas operadoras após o leilão da faixa de 700 MHz concluiu o remanejamento dos canais e garantiu a convivência da 4G com a TV digital. Uma entidade semelhante deve ser criada no leilão da nova tecnologia, prevê o executivo.

MENU

Voltar