Padtec e universidades demonstram multiplexador inteligente


A Padtec demonstrou na última semana, em evento nos Estados Unidos, um ROADM (multiplexador/demultiplexador óptico reconfigurável) para SDN (Software-Defined Networking) que utilizava um controlador externo capaz de gerenciar, automaticamente, a direção do tráfego. A tecnologia, baseada no software aberto OpenDaylight, foi desenvolvida em parceria com as universidades de Campinas (Unicamp), Estadual Paulista (Unesp), Caltech High Energy Physics (dos EUA) e CERN (Europa).

Na demonstração, a Padtec interligou três nós de rede com fibra e transmitiu dados a até 1 Tbps, utilizando 10 canais de 100 Gbps. Os três nós da rede ROADM directionless interagiram com uma API (Application Programing Interface) que gerencia o controle direcional do comprimento de onda no sistema. O software, criado pelas universidades, foi capaz de redirecionar o tráfego conforme o aumento da demanda. Além de reconfigurar a topologia sob demanda, o controlador pôde fazer a provisão dos componentes individuais de rede.

À medida que o tráfego crescia, a própria camada superior (switches) pedia para a camada óptica liberar mais canais. Com a tecnologia, uma rede definida por software seria capaz de trabalhar com equipamentos de diferentes fornecedores.

A novidade ainda deve ser aperfeiçoada antes de chegar definitivamente ao mercado. Segundo a Padtec, a expectativa é que o mercado norte-americano seja o primeiro a contratar a solução, já em 2015.

“Como é uma tendência, as grandes operadoras estão pedindo SDN, a gente fez a demonstração de que é possível a rede se autogerir e de maneira não proprietária”, resume Uriel Miranda, Engenheiro de Marketing de Produto e Inteligência da Padtec.

Anterior LAN e TAM investem mais de US$100 milhões em tecnologias digitais
Próximos Anatel abrirá consulta sobre destinação de frequências ao serviço de radionavegação aeronáutica