Operadoras devem investir em WiFi para reduzir custos com dados


Com o crescimento do tráfegos de dados móveis e a receita por gigabyte caindo, as operadoras precisam reduzir seus custos de uso de rede em 50% ou terão que sofrer com um aumento de oito vezes no preço de equipamentos de acesso de rede via rádio. É o que indica pesquisa divulgada na semana passada pela consultoria Analysys Mason, que defende a priorização do WiFi para descarregar as redes, o chamado offloading, sobre investimentos em redes 4G.

 

Segundo o relatório, se operadoras europeias continuarem apenas tentando atender à crescente demanda por dados com mais estações-base para suas redes móveis, seus gastos com esse tipo de equipamento podem aumentar para US$ 40 bilhões anuais até 2016, ante os atuais US$ 5 bilhões gastos pelas teles em 2011. “As operadoras não podem arcar com esses custos”, disse o analista Terry Norman. “Portanto, as operadoras ou terão que aceitar ter redes congestionadas ou usar preços para controlar a demanda, e nenhuma é uma boa prática de negócios. A melhor solução é melhorar a eficiências das redes”.

 

Uma forma de reduzir custos que está atraindo o interesse de muitas operadoras é transferir parte do tráfego para equipamentos de rádio de curto alcance. “Já que o WiFi é amplamente usado e tem preço competitivo, é um candidato ideal para a tecnologia”, afirmou o analista no relatório.“O custo de WiFi interno e externo é significativamente menor que atualizar a rede móvel para o 4G”.

 

Norman cita o exemplo europeu, em que a previsão é de que as operadoras tenham que economizar US$ 30 bilhões até 2016. “O WiFi ajudaria a recuperar esse déficit porque custa apenas 20% do necessário em um investimento macro”, disse. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Anatel descarta efeito suspensivo em pedido da Oi
Próximos Polônia suspende ratificação do ACTA