Operadora reduzirá ofertas do Speedy


Quando obtiver a autorização da Anatel para retomar a comercialização do Speedy, a Telefônica vai adotar um novo plano de vendas, reduzindo "substancialmente" a quantidade de ofertas e promoções do Speedy, informou hoje o presidente da empresa, Antonio Carlos Valente, ao anunciar que a companhia já cumpriu o plano de estabilidade do Speedy apresentado à …

Quando obtiver a autorização da Anatel para retomar a comercialização do Speedy, a Telefônica vai adotar um novo plano de vendas, reduzindo "substancialmente" a quantidade de ofertas e promoções do Speedy, informou hoje o presidente da empresa, Antonio Carlos Valente, ao anunciar que a companhia já cumpriu o plano de estabilidade do Speedy apresentado à Anatel.

Segundo ele, as peças de comunicação para a venda do produto serão bastante claras para evitar a insatisfação do cliente. Valente não quis dar detalhes, dizendo apenas que tão logo a empresa tenha autorização para retomar as vendas, anunciará os detalhes.

O presidente da Telefônica também evitou falar sobre as perdas com a suspensão da comercialização de seu serviço de banda larga. "Nossa maior preocupação é recuperar a confiança do cliente", afirmou, ao ser indagado sobre as perdas da empresa.
 
Pesquisa e melhor atendimento

A Telefônica tem realizado pesquisas e ações com grupos de consumidores para avaliar a percepção destes sobre a empresa e com base nessas informações quer traçar seu plano de comunicação para a venda do Speedy. Ao mesmo tempo, informou Valente, a companhia investe para melhorar a qualidade no serviço de vendas e atendimento ao cliente. A empresa contratou 350 novos atendentes e vai contratar mais 150 neste mês. Os cinco mil atendentes passarão por um processo de reciclagem, com foco tanto nas informações técnicas quanto no relacionamento com o cliente.

A empresa também está revendo os contratos com seus canais de venda, aumentando penalidades em casos de erros graves que caracterizem vendas indevidas; e descredenciando as revendas que geravam maior volume de erros. Por outro lado, diz que está aumentando a remuneração em função de melhor qualidade nas vendas.

Para Valente, o grande desafio, não só para a Telefônica mas para todas as telcos, é integrar os vários serviços para que a operadora seja uma empresa convergente. Nesse primeiro momento, a empresa foca na melhoria da qualidade das vendas e atendimento ao cliente Speedy, mas, segundo Valente, a companhia está conversando com entidades, como sindicatos, e empresas especializadas, para discutir formas de melhorar a qualificação do profissional. O problema, hoje, é que as empresas desenvolveram planos para vendas combinadas de seus vários produtos (no caso da Telefônica, por exemplo, TV por assinatura, serviço de banda larga e telefonia fixa), mas na hora da instalação não existe um profissional preparado para os diversos serviços e já nessa etapa começa a insatisfação do cliente.

Anterior Telefônica envia à Anatel pedido para retomar vendas do Speedy
Próximos Concessionárias pedem 2% de reajuste na tarifa de telefonia