Operadora do Uruguai anuncia primeira rede 5G da América Latina


A operadora Antel, do Uruguai, diz ser a primeira da América Latina a concluir a montagem de uma rede móvel comercial de quinta geração (5G). Construída pela Nokia, a rede ainda é pequena: cobre a área de Barra Manantiales, no distrito de Maldonado, região com população fixa de apenas 150 habitantes. Também foram ligados sites em Nueva Palmira, cidade com 9 mil habitantes.

A Nokia forneceu a rede de rádio, de transporte óptico e serviços de suporte. Segundo as empresas, as estações radiobase 5G estão prontas para fornecer os serviços de conectividade.

No entanto, nem Antel, nem Nokia, disseram quais serviços serão oferecidos, a partir de quando e preços. Também não falaram qual espectro será utilizado. O presidente da empresa afirmou, porém, que ao longo do ano a rede será ativada em outros pontos do país, inclusive em áreas de Montevidéu, a capital.

Disseram, porém, que haverá acessos de “baixíssima latência”, com velocidades na casa do 1 Gbps e capacidade de conexão de “um milhão de dispositivos por Km2”.

O anúncio aconteceu ontem, com a demonstração de banda larga fixa pelo ar (FWA) usando 800 MHz do espectro de 28 GHz. Na ocasião, os convidados usavam uma aplicação de realidade virtual que trocava dados com a nuvem a partir da rede 5G montada. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Ministério da Economia apoia o PLC 79, diz Diogo Mac Cord, secretário de Infraestrutura
Próximos Conectividade e acesso têm que ser direitos universais, defende Yon Moreira, da Surf Telecom