Oi teria contratado BofA Merrill Lynch para vender ativos


A Oi teria contratado o banco BofA Merrill Lynch para estruturar financeiramente a venda de ativos. Conforme a agência de notícias Reuters, a intenção seria se desfazer de torres e data centers. O negócio poderia angariar R$ 1,5 bilhão. Procurada, a Oi não quis comentar.

A companhia já colocou suas torres à venda no passado. Entre 2013 e 2014, a empresa vendeu por R$ 2,6 bilhões 3,6 mil torres à SBA Torres. À época, a empresa dizia ter vendido a totalidade das torres que possuía, administradas pelas subsidiárias Telemar e BRT. A tele não informa quantos data centers tem.

Conforme o último balanço, relativo ao terceiro trimestre de 2018, a Oi tinha de imobilizado bruto R$ 27,5 bilhões. Desse total, R$ 13,9 bilhões seriam em equipamentos de transmissão e comunicação, R$ 6,8 bilhões em infraestrutura, R$ 1,6 bilhões em prédios e R$ 838 mil de “outros ativos”, além de R$ 3 bilhões vindos de obras em andamento. Disso tudo, a tele estimava que R$ 7,8 bilhões eram bens reversíveis, ou seja, que não poderão ser vendidos sem mudanças na legislação brasileira.

Anterior Anatel propõe cortar R$ 2 bilhões ao ano de taxa de Fistel em troca de novo imposto
Próximos Vivo, Raízen e Ericsson anunciam startups selecionadas para o Agro IoT Lab 2018

1 Comment

  1. Erick Nilson
    11 de Janeiro de 2019

    Avante Oi! Vamos lá correr atras do prejuizo…