Oi tem pequeno lucro, queda na receita e aumento de dívida no trimestre


O lucro líquido da operadora foi de R$ 8 milhões, queda de 96,5% frente a igual período do ano passado, mas uma recuperação frente ao trimestre anterior deste ano, quando apresentava prejuízo de R$ 221 milhões. O endividamento da companhia, porém, subiu: mais 58,3% frente ao mesmo período do ano passado. Hoje a empresa tem R$ 47,799 bilhões de dívida. No mesmo trimestre do ano passado, a dívida era de R$ 30,196 bilhões. No trimestre anterior, era de R$ 46,239 bilhões.

O lucro líquido da operadora foi de R$ 8 milhões, queda de 96,5% frente a igual período do ano passado, mas uma recuperação frente ao trimestre anterior deste ano, quando apresentava  prejuízo de R$ 221 milhões. O endividamento da companhia, porém, subiu mais: o endividamento é  58,3% maior frente ao mesmo período do ano passado. Hoje a empresa tem R$ 47,799 bilhões de dívida. No mesmo trimestre do ano passado, a dívida era de R$ 30,196 bilhões. No segundo trimestre deste ano, era de R$ 46,239 bilhões.

A receita líquida da empresa, incluindo as receitas da Portugal Telecom, cujo resultado passou a ser incorporado no segundo trimestre deste ano, foi de R$ 8,842 bilhões, queda de 4,5% ano a ano e de 2% em relação ao trimestre anterior. Deste total, o Brasil contribuiu com R$ 6,738 bilhões e Portugal com R$ 1,833 bilhão. A queda das receitas no Brasil em relação ao ano anterior foi de 5,1% e a de Portugal, de 4,1%.

A participação da Oi nas empresas internacionais, como na Angola, renderam ao grupo outros R$ 271 milhões. E estão listados separadamente, informa a empresa, porque esses ativos já foram colocados à venda em 30 de setembro de 2014. Nos nove primeiros meses do ano, as receitas líquidas somaram R$ 26,939 bilhões, sendo que o Brasil gerou  R$ 20,549 bilhões e Portugal R$ 5,641 bilhões. Nos nove meses de 2014, o lucro líquido da companhia foi positivo em R$ 14 milhões.

O Ebitda  (fluxo de caixa) caiu, 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 3 bilhões, maior do que o trimestre anterior, que registrou R$ 2,54 bilhões. A margem está em 26,9%.

Investimentos

O Capex do trimestre foi de R$ R$ 1,67 bilhão, queda de 14% frente ano a ano, e um pouco menor ao investido no segundo trimestre. Nos nove meses do ano, a Oi investiu R$ 4,886 bilhões. A empresa conta com 75 milhões de clientes, um ligeiro aumento de 0,2% ano a ano e também em relação ao trimestre anterior. O  Arpu atingiu R$ 73,4 no 3T14, uma melhora de 3,8% em relação ao 3T13, segundo a empresa,  sustentada pelo foco no upselling e cross selling de serviços e na gestão mais eficiente do churn.  A recuperação das adições brutas na TV paga com o relançamento da oferta comercial, aumento da receita na banda larga  fixa devido às maiores velocidades contratadas pelos novos clientes, aliadas ao upselling dos clientes atuais.

 

Anterior CEO da Alcatel-Lucent quer empresa com foco em software
Próximos STF diz que não incide ICMS sobre transporte de mercadorias pelos Correios