Oi tem lucro líquido menor, mas registra recorde de novos clientes


A Oi obteve lucro líquido de R$ 981 milhões de janeiro a setembro deste ano, com recuo de 32% se comparado com o resultado registrado nos primeiros nove meses do ano passado. Segundo informações da operadora, a queda no lucro se deve a despesas financeiras, que impactaram negativamente as despesas operacionais. Em conferência com jornalista …

A Oi obteve lucro líquido de R$ 981 milhões de janeiro a setembro deste ano, com recuo de 32% se comparado com o resultado registrado nos primeiros nove meses do ano passado. Segundo informações da operadora, a queda no lucro se deve a despesas financeiras, que impactaram negativamente as despesas operacionais. Em conferência com jornalista após a divulgação dos resultados, o diretor de finanças e relações com investidores da Oi, José Luís Salazar, explicou que a exposição cambial de parte da dívida bruta de longo prazo – R$3,3 bilhões em moeda estrangeira não protegidos, equivalentes a US$750 milhões –  resultou em um impacto negativo de R$ 295 milhões no 3T08. A receita líquida subiu 6,9%, para cerca de R$ 13 bilhões.
 
O Ebitda (lucro antes de despesas financeiras, impostos, depreciações e amortizações) consolidado atingiu R$ 4,579 bilhões nos primeiros nove meses deste ano, recuo de 7,6% em relação a igual período do ano passado. O resultado, contudo, foi influenciado pelos eventos não-recorrentes que também afetaram o lucro. Desconsiderando esses efeitos, o Ebitda acumulado de janeiro a setembro teria atingido R$ 4,912 bilhões, com avanço de 4% em relação aos primeiros nove meses de 2007.
 
De janeiro a setembro deste ano, os investimentos da empresa totalizaram R$ 3,6 bilhões, mais que o dobro do montante desembolsado em igual período do ano passado (R$ 1,3 milhão). Dos recursos despendidos até setembro, 43% foram destinados à planta de telefonia fixa – principalmente à expansão e à modernização da planta de banda larga – e 57% à telefonia móvel, com destaque para a aquisição das licenças de 3G e 2G, bem como aos investimentos para a construção da rede para o início das operações em São Paulo. Para todo o ano de 2008, a Oi mantém a expectativa de investir R$ 4,5 bilhões (contra R$ 2,3 bilhões em 2007).
 
A operadora  conquistou, de janeiro a setembro, mais de 6 milhões de novos clientes, a maior adição líquida já registrada nos primeiros nove meses de um ano. No fim de setembro, a Oi contabilizava 37,7 milhões de usuários, sendo 13,9 milhões em telefonia fixa; 21,9 milhões em telefonia móvel; 1,9 milhão em banda larga (sendo 1,866 milhão do serviço de ADSL Oi Velox e 52 mil da Oi TV), além de 60 mil em TV assinatura na Oi TV.

Brasil Telecom

Com relação à compra da Brasil Telecom, Salazar repetiu as afirmações de outros executivos da empresa de que não haverá renegociação do contrato e que está “trabalhando forte para concluir a operação até a data prevista, 19 de dezembro.” Segundo ele, há um conforto no caixa para cumprir o acordo. “A questão do capital necessário para a aquisição da Brasil Telecom está bem equacionada. Estamos trabalhando com linhas de curto prazo, mas caso isso não seja possível, ainda temos R$ 9 bilhões em caixa.” (Da Redação)

Anterior Órgãos públicos apresentam projetos que beneficiam o cidadão
Próximos Oi vai compartilhar infra-estrutura de DTH da Telefônica