Oi quer acelerar fim do efeito comunidade na telefonia móvel


Operadora reduz preços de chamadas para qualquer operadora em todo o Brasil, termina com cobrança de roaming e aumenta franquia de dados em todos os planos. As novas ofertas são válidas para clientes pré-pagos, controle e pós-pagos.

A Oi reduziu hoje, 03, o preço de chamadas entre seus clientes e para usuários de outras operadoras, aumentou a franquia de dados e terminou com a cobrança diferenciada em roaming. As novas ofertas são válidas para clientes pré-pagos, controle e pós-pagos.

A medida atende às exigências da Anatel para que as operadoras transfiram a redução progressiva da tarifa de interconexão (VU-M) para os clientes finais. Segundo o diretor Bernardo Winik, mudanças de hábitos do consumidor também aceleraram a implantação da estratégia. O executivo identifica uma tendência de o usuário pré-pago abandonar o uso de múltiplos chips ao escolher seu plano de dados.

“Esse movimento tende a extinguir as redes e comunidades criadas entre clientes de mesma operadora, eliminando a necessidade de o consumidor pré-pago ter múltiplos chips”, afirma o diretor de arejo da Oi, Bernardo Winik.

Nas novas ofertas, a companhia chega a triplicar a franquia de dados e reduzir em 80% o valor das tarifas móveis cobradas nas chamadas a outras operadoras. Inicialmente, a oferta está direcionada para clientes pré-pagos. Os planos foram rebatizados, e passam a se chamar Oi Livre, nas modalidades Por Minuto, Diário, Semanal ou Mensal. Em 25 de novembro, cliente dos planos pós e controle também poderão aderir.

Winik diz que espera movimento semelhante das outras operadoras, e que se isso acontecer, será bem-vindo. Atualmente, a TIM é outra empresa que também reduziu as tarifas com base no encolhimento do VU-M. “E se os concorrentes fizerem ofertas parecidas? Melhor. Esse efeito comunidade fica muito mais fácil de ser quebrado. Para a gente é perfeito. A gente acelera o fim dos currais”, disse o executivo da Oi.

Segundo ele, a operadora vai gerar mais receita com as novas tarifas, pois vai induzir o usuário que até hoje permanece apenas on-net a sair da rede. Ele também explica que no médio prazo a quantidade de linhas móveis no país cairá, e que a Oi quer garantir sua fatia de mercado em meio a esta situação.

“O que a gente espera com esse lançamento é ganhar market share. Essa quebra do efeito comunidade vai fazer com que o numero de linhas móveis tenda a cair no médio prazo. E a gente quer que o nosso share no universo móvel cresça. A gente quer ganhar também wallet share. O consumidor tem um gasto com comunicações, e a Oi quer ser a melhor opção para ser o destino dos gastos dele”, falou, em evento à imprensa realizado hoje, 03, no Rio de Janeiro.

Oi Livre Pré-pago
Oferta por Minuto: O cliente pode ligar para a Oi ou para qualquer operadora de qualquer lugar do Brasil por R$ 0,30 por minuto. Na oferta diária, cliente recebe 300 minutos para ligar para a Oi. Nas ofertas Por Minuto e Por Dia, o cliente pode contratar ainda 60 MB de internet 4G, 30 SMS para qualquer operadora e acesso à rede Oi WiFi por R$ 0,99/dia.

Já na oferta semanal, o cliente tem 75 minutos para ligar para a Oi ou para qualquer operadora de qualquer lugar do Brasil, 400 MB de internet 4G (onde disponível), 300 SMS para qualquer operadora e acesso à rede Oi WiFi por R$ 10 por semana.

A oferta mensal dá 300 minutos para ligar para a Oi ou para qualquer operadora de qualquer lugar do Brasil 1 GB de internet 4G, 500 SMS para qualquer operadora e acesso à rede Oi WiFi por R$ 40 ao mês.

No pós-pago, as novidade ainda virão com ofertas do tipo básico, intermediário ou avançado, de acordo com a necessidade do cliente, em modelo similar ao praticado pela Nextel. A companhia também vai anunciar um combo unindo, no mesmo pacote, telefonia residencial e móvel, com as novas tarifas. No caso, os planos serão chamados Oi Mais Pós. Também dará acesso gratuito a uma série de aplicativos normalmente pagos.
Em junho de 2015, a empresa possuía, no Brasil, cerca de 73 milhões de Unidades Geradoras de Receitas (UGRs), das quais cerca de 48 milhões estavam no segmento Móvel Pessoal, 17 milhões no segmento Residencial e 7,8 milhões no segmento B2B (grandes corporações e PMEs). Atualmente, a Oi ainda conta com mais de 1 milhão de hotspots da rede Oi WiFi em todo o Brasil.

Anterior Sky leva banda larga para Blumenau
Próximos Bradesco lança segunda edição do programa de aceleração InovaBra