Oi propõe troca de ações da TmarPart devido a atraso na migração ao Novo Mercado


A concessionária brasileira publicou hoje, 26, fato relevante comunicando ao mercado que está propondo à sua controladora, Telemar Participações, uma conversão voluntária de ações preferenciais em ações ordinárias. Esta seria a alternativa para o atraso da migração ao Novo Mercado, que deveria estar concretizada até o dia 31 de março, mas que não irá se efetivar, conforme reconhecem a concessionária brasileira e a sócia portuguesa.

A concessionária brasileira publicou hoje, 26,  fato relevante comunicando ao mercado que está propondo à sua controladora, Telemar Participações, uma conversão voluntária de ações preferenciais em ações ordinárias. Esta seria a alternativa para o atraso da migração ao Novo Mercado, que deveria estar concretizada até o dia 31 de março, mas que não irá se efetivar, conforme reconhecem a concessionária brasileira e a sócia portuguesa.

Conforme o documento, “As regras da SEC exigem que o registration statement contenha demonstrações financeiras auditadas dos ativos aportados pela PT SGPS na Oi em 05 de maio de 2014, bem como o consentimento dos auditores de tais demonstrações financeiras históricas da PT SGPS com relação à inclusão dos seus relatórios de auditoria em tais demonstrações financeiras. A TmarParte a Oi tiveram extensas discussões com os antigos auditores da PT SGPS e foram informadas de que os auditores, neste momento,não têm a intenção de lhes fornecer tal consentimento para a inclusão dos seus relatórios de auditoria a respeito de tais ativos no registration statement.”

Em razão desta dificuldade, a Oi informa que não consegue dar continuidade à incorporação das ações e, por isto, está propondo a conversão das ações de sua controladora, à relação de troca de 0,9211 de ação ordinária por cada ação preferencial da Oi. Este movimento se faz necessário, porque a TmarPart não pode registrar a oferta junto à SEC norte-americana. E também não consegue seguir com o processo de incorporação da Oi para a criação da chamada CorpCo, empresa resultante do processo de fusão com a Portugal Telecom.

 

Anterior PTSGPS, sócia da Oi, diz que é inviável ir para o Novo Mercado este mês, mas mantém compromisso de chegar lá.
Próximos Telefônica faz oferta de ações para pagar GVT