Oi promete 10 mil ações para elevar qualidade do serviço móvel


A Oi apresentou à Anatel, nesta quarta-feira (25), o plano nacional de ação para reverter o quadro de baixa qualidade do serviço móvel, que gerou a suspensão de vendas e habilitação de linhas em todos os estados brasileiros. A operadora foi impedida de vender em Amazonas, Amapá, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rio Grande do Sul. O projeto prevê 10 mil ações ao custo de R$ 5,2 bilhões até 2014.

Segundo o diretor de Planejamento Executivo da operadora, João de Deus, que também apresentou o plano ao ministro das Comunicações, os investimentos estão dentro dos investimentos totais do grupo até 2014, de R$ 24 bilhões. Estão previstas intervenções diferenciadas em planejamento de demanda e dimensionamento de rede; atualização tecnológica de rede; aumento de cobertura 2G e 3G; lançamento da 4G; melhoria dos processos e da infraestrutura de atendimento e TI; e atendimento diferenciado aos eventos esportivos globais.

“Estamos trocando todos os equipamentos mais antigos, com seis ou sete anos por outros de nova geração, que consomem menos energia, de sustentabilidade mais consistente, inclusive estações radiobase”, disse João de Deus. Ele citou também a adequação dos planos avulsos de serviços, adaptando-os aos perfis dos usuários. “Vamos preparar esses planos de acordo com a nova tendência de consumo de banda combinado com download”, disse. Ele afirmou que isso dependerá de ações de educação do consumidor e da aceitação da alternativa sugerida.

Femtocell

O diretor da Oi disse que soliciou ao ministro Paulo Bernardo e à Anatel a rápida regulamentação da femtocell, pequenas antenas para o interior de prédios que são usadas com sucesso em vários países. “Essa é uma alternativa para amenizar a dificuldade de instalação de novas antenas”, disse.

João de Deus disse, também, que a operadora está disposta a compartilhar sua infraestrutura, em pelo menos 50% de sua rede. “O compartilhamento de site é especialmente importante para a implantação da rede 4G, que precisa de mais antenas”, disse.

Ajustes

O dirertor da Oi disse que a Anatel ficou de analisar o plano e pedir novos dados se julgar necessário. Ele espera voltar à agência no início da próxima semana para nova reunião com técnicos da Anatel.

Anterior Hitachi anuncia investimentos de US$ 300 milhões no Brasil até 2015
Próximos Valor das ações da Telefónica cai até 8,74% após corte de dividendos