Oi nega conversas com Genish, mas deixa a porta aberta


A Oi divulgou comunicado nesta quinta-feira (9) informando que, até esta data não há conversas ou negociações com o presidente da GVT, Amos Genish, com relação ao cargo de diretor presidente da prestadora. Mas não descartou essa possibilidade. “A companhia manterá seus acionistas e o mercado informados com relação a quaisquer eventos relevantes relacionados aos …

A Oi divulgou comunicado nesta quinta-feira (9) informando que, até esta data não há conversas ou negociações com o presidente da GVT, Amos Genish, com relação ao cargo de diretor presidente da prestadora. Mas não descartou essa possibilidade. “A companhia manterá seus acionistas e o mercado informados com relação a quaisquer eventos relevantes relacionados aos temas aqui tratados”, diz na nota.

O comunicado da Oi veio em resposta a questionamentos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre o teor da notícia veiculada no jornal Valor Econômico, na última terça-feira (7), sob o título “Controladores da Oi querem trocar CEO e convidam fundador da GVT”. A companhia ressaltou que somente nesse mesmo dia, divulgou fato relevante anunciando a renúncia de Zeinal Bava ao cargo de diretor presidente da Companhia e que Bayard Gontijo cumulará suas funções atuais de diretor de Finanças e de Relações com Investidores com as funções de diretor presidente, até que o Conselho de Administração delibere sobre a indicação de substituto para o cargo.

A prestadora disse também que consultou os seus acionistas mencionados na matéria a respeito dos temas ali tratados, tendo sido informada de que até esta data não há conversas ou negociações com Amos Genish. Uma cópia da correspondência enviada está anexada ao comunicado.

Amos Genish, fundador da GVT e ainda presidente da empresa,  não indicou até o momento qual será seu futuro após a aquisição da empresa, que já pertencia ao grupo francês Vivendi, pela Telefónica. A operadora espanhola afirma que já convidou o executivo israelita a permanecer no cargo, mas nada foi oficializado.

Anterior MiniCom cria grupo de gestão para desenvolver M2M
Próximos Comissão Europeia abrirá chamada para projetos de P&D com brasileiros