Oi monta portfólio de serviços para os lojistas


 Oi está com um portfólio de soluções para o varejo que incluem gestão, colaboração, big data e advertising para o segmento, com foco na aquisição e a fidelização de novos consumidores, além da redução de custos. A Oi vem investindo em TICs para o segmento corporativo nos últimos três anos, já registrando aumento de receita de 27% em relação ao ano passado.

“Temos como fatores competitivos, a nossa rede, que avança na fibra óptica, e a robustez da nossa infraestrutura de TI”, diz Adriana Viali, diretora da Oi Soluções.

 A companhia atende a 5 mil grupos entre empresas públicas e privadas, distribuídas pelo país, com soluções de Segurança, IoT, Big Data & Analytics, Cloud e Data Center, Colaboração e Serviços Gerenciados, e serviços de dados e mobilidade.

Entre os produtos e serviços para o varejo, destacam-se:

WiFi 3.0+

A solução de WiFi da Oi para o mercado corporativo, o Oi WiFi 3.0 +, conta com canal para publicidade de produtos e serviços e ferramentas para customizações auxiliando as empresas na geração de novas receitas. Voltada para setores do Varejo, Indústria Alimentícia e Financeiro, a plataforma atua em conformidade ao Marco Civil da Internet e possui funcionalidades como mapa de calor, tempo de conexão, filtro de acesso e login social.

Marketing Analytics

Painel analítico de geomarketing, que permite a visualização de perfis e características de movimentação da população em dashboard e mapas. A partir dos insights retirados dos perfis e da quantidade de público no entorno do negócio, é possível estimar o potencial de aumento de vendas, definir o melhor mix de produtos a ser ofertado na região, além de apontar os melhores locais para  expandir e otimizar os negócios.

Telepresença

Solução de videoconferências que recentemente agregou dois novos serviços: a Sala Virtual Avançada (Webex Event) e a Aplicação de Espaços Virtuais e Colaboração (Webex Teams). Com o lançamento, médias e grandes empresas passam a dispor de uma tecnologia desenvolvida para realizar reuniões via terminais de vídeo com alta resolução e software hospedado em nuvem que permitem, como novidades, a realização de transmissão de evento com até mil participantes conectados por sala virtual.

Anterior Governo vai editar nova portaria para usar saldo da EAD em banda larga
Próximos Claro: PL que muda lei do SeAC promoverá "destruição total" do audiovisual brasileiro