Oi lucra R$ 496 milhões no primeiro trimestre


A Oi encerrou o primeiro trimestre com lucro líquido de R$ 496 milhões, contra R$ 11 milhões registrados em igual período do ano passado. A receita líquida consolidada atingiu R$ 7,5 bilhões. Os dados incluem a Brasil Telecom, adquirida em janeiro do ano passado. O Ebitda (lucro antes de despesas financeiras, impostos, depreciações e amortizações) …

A Oi encerrou o primeiro trimestre com lucro líquido de R$ 496 milhões, contra R$ 11 milhões registrados em igual período do ano passado. A receita líquida consolidada atingiu R$ 7,5 bilhões. Os dados incluem a Brasil Telecom, adquirida em janeiro do ano passado. O Ebitda (lucro antes de despesas financeiras, impostos, depreciações e amortizações) consolidado alcançou R$ 2,53 bilhões, alta de 6,5% em relação ao Ebtida recorrente do primeiro trimestre do ano passado. A margem Ebitda foi de 33,9%, contra 31,7% registrada no mesmo período de 2009. O resultado foi determinado, principalmente, pela redução de custos e despesas operacionais obtidos com os ganhos de sinergia a partir da conclusão do plano de integração com a Brasil Telecom.

De março de 2009 a março deste ano, a companhia adicionou 4,6 milhões de novos clientes, encerrando o período com 62,2 milhões de usuários. Deste total, 21,1 milhões estavam em telefonia fixa, 36,6 milhões em telefonia móvel, 4,3 milhões em banda larga fixa e 488 mil na móvel; e 283 mil em TV por assinatura.

A expansão foi liderada pelo serviço de telefonia móvel, que apresentou um aumento de 15% na base de clientes em comparação com março do ano passado. Esse crescimento foi impulsionado, principalmente, pela operação da companhia em São Paulo. No final do trimestre, o Estado de São Paulo representava 16% da base de clientes móveis da Oi, com 5,7 milhões de usuários. A receita média por usuário (ARPU) da telefonia móvel apresentou crescimento de 3,3% em comparação com os primeiros três meses do ano passado, fechando em R$ 21,8. O aumento reflete, principalmente, a expansão das receitas de dados.

"Os investimentos realizados em telefonia móvel permitiram à empresa concluir, em abril deste ano, a expansão do serviço para 460 municípios, alcançando 3 mil cidades em todo o Brasil. Dessa forma, atendemos o Compromisso de Abrangência firmado em 2008 com a Anatel", diz o diretor de Finanças e Relações com Investidores da Oi, Alex Zornig. Os investimentos somaram R$ 372 milhões no trimestre — 36% foram alocados na expansão da cobertura do serviço de telefonia móvel e 42% em transmissão de dados. (Da redação)

Anterior SAP anuncia compra da Sybase por US$ 5,8 bilhões
Próximos Oi busca crescimento em SP e rentabilidade em sua área de concessão