Oi lança nova versão de Smart Office com franquia de 90 dias para empresas


A Oi  apresenta a evolução do Oi Smart Office, o Oi Smart Office 4.0, solução destinada às empresas que trabalham em sistema de home office. Composta por plataformas de colaboração, conectividade e cloud computing, o serviço possui isenção de cobrança por 90 dias a partir da data de contratação e complementa o portfólio de soluções digitais da companhia, fazendo frente às necessidades do mercado B2B.

A Oi foi a primeira operadora a lançar a sua plataforma de home office em 2015 e essa evolução marca mais uma importante iniciativa da Oi Soluções como provedora e integradora de soluções de TICs para grandes empresas.

Com o Oi Smart Office 4.0, a operadora visa facilitar os negócios dos clientes corporativos públicos e privados, de todas as verticais de atuação, contribuindo na produtividade e redução de custos.

Na prática, esse conjunto de plataformas contratado como serviço permite às empresas realizar reuniões remotas com até 100 colaboradores através de tecnologias de conferência web (conexão de áudio e vídeo real time, compartilhamento de arquivos e gravação das reuniões) com conectividade fixa e móvel ilimitada; além de realizar o processamento de aplicações na nuvem nas modalidades pública e privada com baixo tempo-resposta.

 “Atualizamos a nossa solução buscando atender as necessidades atuais desse modelo de jornada de trabalho remoto, entregando colaboração, conectividade, acesso e desempenho de forma virtualizada, através da aquisição de uma licença, de forma simples e ágil”, diz Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing da Oi Soluções.

A Oi Soluções tem portfólio completo e integrado de Segurança, IoT, Big Data & Analytics, Cloud & Data Center e Serviços Gerenciados, além da conectividade de dados e voz.  São mais de 1.500 executivos para atender exclusivamente o segmento corporativo, sendo a carteira de clientes composta por 57 mil empresas dos mais variados setores.

Anterior Prefeitura do Rio e TIM atuam juntas em análise de dados de deslocamento
Próximos Consumo de internet cresce e já há operador prevendo salto de 3x no tráfego