Oi lança 3G em São Paulo ainda esta semana


A Oi vai lançar o 3G esta semana em São Paulo, onde espera adicionar o maior número de clientes nesta tecnologia, como informou hoje o diretor de Finanças e Relações com Investidores da companhia, Alex Zornig, ao comentar os resultados do primeiro trimestre de 2009.  Segundo ele, o 3G ainda está “pegando” no Brasil e …

A Oi vai lançar o 3G esta semana em São Paulo, onde espera adicionar o maior número de clientes nesta tecnologia, como informou hoje o diretor de Finanças e Relações com Investidores da companhia, Alex Zornig, ao comentar os resultados do primeiro trimestre de 2009.  Segundo ele, o 3G ainda está “pegando” no Brasil e o perfil dos consumidores paulistas se adequa melhor ao produto. “Nesse primeiro trimestre, adicionamos 187 mil de clientes 3G na região 1, onde o produto já é oferecido pela companhia”, disse.

Zornig não fez projeções das aquisições de clientes 3G em São Paulo, mas adiantou que a campanha será bastante agressiva, com o objetivo de alcançar 25% do mercado em menos de 10 anos. Ele disse que, na semana passada, a Oi vendeu mais de três milhões de chips no estado, sendo 120 mil de pós-pagos e o resto de pré-pago.

Na região 2, da Brasil Telecom, onde a Oi começou a vender chip pré-pago há sete dias, já adicionou 400 mil novas linhas líquidas. “É um resultado muito bom, uma vez que somente começaremos a operar nessa região a partir de segunda-feira. A expectativa da companhia é de conquistar de três a quatro milhões de clientes na região em 2009.  

Essas campanhas agressivas, o aumento de 2% da inadimplência e a recarga menor – os dois últimos em decorrência da crise – acabaram por reduzir o ARPU (receita média por usuário) dos clientes móveis da companhia de R$ 24,00 em 2008 para R$ 21,10 neste trimestre. Zornig disse que a receita por cliente caiu em todas as companhias, em decorrência do avanço da crise financeira.

Portabilidade

Zornig disse que a redução em torno de 1% da base de assinantes da telefonia fixa, em decorrência da portabilidade numérica, já era esperada pela companhia. “Na fixa, é natural perder”, disse. Ele adiantou que a companhia pretende agregar valor ao produto, incluindo promoções com banda larga, para evitar perdas maiores. Adiantou, porém, que 60% das pessoas que estão saindo da telefonia fixa estão migrando para a móvel e não para outra operadora.

Na móvel, a portabilidade está gerando resultados positivos para a Oi, disse Zornig. “Em São Paulo, por exemplo, 32% das linhas móveis portadas estão indo para a Oi”, ressaltou.

Anterior Sony tem maior perda de sua história
Próximos Oi deverá investir até R$ 6 bilhões este ano