Oi investe R$ 29 milhões em projetos culturais


A Oi vai investir, neste ano, cerca de R$ 29,2 milhões na cultura brasileira, através de leis de incentivo estaduais e municipais. O Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2009 contemplará um total de 132 projetos nos estados do Rio de Janeiro, Ceará, Bahia, Minas Gerais, Pará, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte e São …

A Oi vai investir, neste ano, cerca de R$ 29,2 milhões na cultura brasileira, através de leis de incentivo estaduais e municipais. O Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2009 contemplará um total de 132 projetos nos estados do Rio de Janeiro, Ceará, Bahia, Minas Gerais, Pará, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte e São Paulo.

Entre as iniciativas selecionadas, há mostras de cinema e artes visuais, longa-metragens, obras de teatro, shows de música, festivais de dança, novas tecnologias, cultura popular, literatura e patrimônio. Os projetos foram avaliados por comissões especializadas em cada uma das áreas culturais e terão a confirmação do patrocínio condicionada à apresentação dos certificados válidos nas leis estaduais e municipais de incentivo à cultura.

Os projetos selecionados concorreram com mais de 4,3 mil propostas inscritas dos diferentes estados da área de atuação da companhia. Seguindo o mesmo modelo das últimas edições, o Oi Futuro, organização sem fins lucrativos que atua na área de responsabilidade social, será responsável pela gestão do programa. Serão destinados recursos para o financiamento, total ou parcial, dos projetos aprovados em leis de incentivo à cultura.

Apoiado em conceitos como identidade, acesso, desenvolvimento, expressão e inovação, o programa considera fundamentais aspectos como a capacidade de geração de novas platéias, de renda, de criação de novas oportunidades de trabalho e de formação de artistas. Também foram priorizadas iniciativas que valorizam talentos regionais e que possibilitem o intercâmbio de idéias e a convergência entre a arte e tecnologia. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior CPqD faz análise da infra de telecom no país
Próximos Sony muda presidente