Oi inicia cobrança por pacote adicional de dados ao final da franquia em nove regiões


A Oi começou hoje (1) a bloquear o sinal de internet dos usuários de celulares que extrapolarem a franquia contratada em planos pré-pagos e controle. Os clientes destes planos com prefixos 49, 63, 64, 79, 82, 84, 91, 98 e 99 passam a ter que pagar mais para continuar navegando na internet. Para manter a conexão, será preciso recontratar o pacote de dados usado ou contratar um pacote adicional, avulso, de 50 MB, por R$ 2,99.

No resto do Brasil, a cobrança por uso além da franquia contratada começa na próxima semana, dia 9 de dezembro, também para clientes de planos pré-pagos e Oi Controle. A empresa afirma que o fim da velocidade reduzida é “uma tendência mundial por garantir uma melhor experiência de navegação aos usuários de internet móvel”. A empresa não comentou quando pretende estender o modelo para as redes fixas, como cogita a Anatel.

Já a Claro definiu a data para iniciar o mesmo formato de cobrança. A partir de 28 de dezembro os clientes pré-pagos e do plano Controle terão de desembolsar mais para continuar navegando após atingirem o limite de dados contratado, ou terão a internet bloqueada. Até lá, a empresa manterá o modelo atual, em que a navegação continua possível, mas com velocidade reduzida.

Os clientes que atingirem o limite poderão adquirir pacotes adicionais de 10MB, 20MB e 40MB. Poderão, ainda, escolher entre pacotes mensais, de 225 MB e 450 MB. Segundo a Claro, os clientes já estão recebendo mensagens informando a alteração no funcionamento dos planos. A operadora diz que a medida é necessária para ampliar a velocidade do acesso. Os preços dos pacotes serão divulgados nos próximos dias.

A Vivo já adota a medida, contestada por organizações de defesa do consumidor.

A TIM afirma que estuda a tendência, mas ainda não prevê mudança em seus planos atuais. Segundo a operadora, o cliente de plano pré-pago continuará navegando após atingir o limite de dados, com velocidade reduzida. A empresa, no entanto, possui atualmente um plano no qual a internet é bloqueada após o fim da franquia, mas tem garantido o uso ilimitado do aplicativo WhatsApp.

 

 

 

 

 

Anterior Oi conclui venda de torres à SBA
Próximos Comissão do Senado aprova redução de imposto para internet rápida