Oi e Telebras recebem centenas de milhões de fundo de pensão


A Oi e a Telebras comunicaram no apagar das luzes de 2019 que receberam montantes relativos ao superávit do fundo de pensão privado Sistel, do qual participam como patrocinadoras, após aval da Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc.

A Oi receberá R$ 669 milhões, divididos em 36 parcelas de R$ 18,58 milhões. O pagamento da primeira parcela, referente ao mês de dezembro de 2019, já foi efetuado pela Sistel. O valor diz respeito aos resultados do fundo PBS-A, de seguridade complementar, de funcionários da operadora.

PUBLICIDADE

Já a Telebras receberá R$ 65,89 milhões pelo superávit do fundo PBS-A e R$ R$ 136,65 milhões pelo resultado do PBS-Telebras. Serão também 36 parcelas, no valor total de R$ 5,5 milhões.

Ao todo, a Sistel vai distribuir R$ 1,92 bilhão a operadoras e seus funcionários, em meio a meio. O superávit foi acumulado nos últimos três anos. O fundo PBS-A tem R$ 11,89 bilhões em reservas. Além de Oi e Telebras, também Telefônica, TIM, CPqD, e Fundação Sistel de Seguridade têm cotas de patrocínio no PBS-A.

Anterior Telebras desiste do cabo submarino Brasil-Europa
Próximos Dona do cabo Seabras-1 cita a Lava Jato em pedido de recuperação judicial nos EUA