Oi descentraliza poder de mando e abre nove escritórios regionais


A Oi resolveu descentralizar a sua atuação e promoveu uma ampla reestruturação em seu poder decisório, levando para as pontas diferentes funções de mando. Para se tornar mais ágil nas ações de mercado e dar respostas mais rápidas aos competidores, a operadora acaba de abrir nove escritórios regionais, com cinco novas diretorias em cada um deles.

 

Nas novas estruturas, foram criadas as diretorias de relações institucionais, operações, varejo, empresarial e corporativo (que agrega também a diretoria Governo Federal). Conforme a assessoria da operadora, estes novos diretores têm autonomia para agir e responder às demandas com as colorações locais. “ O objetivo é também melhorar a qualidade do atendimento”, informa fonte da empresa.

 

Os novos escritórios estão assim organizados:

 

Rio de Janeiro:  diretores: Wilson Botto Filho (RI); Luiz Eduardo Vieira Lopes (Varejo); Paulo Cesar Vieira Florentino (Operações); Aquiles Alcântara Chan (Empresarial); e Catia Yassura Tokoro (Corporativo)

São Paulo: Vicente Lima Correia (RI); Emilio Cesar Gomes Busoli (Varejo); Florentino interino (Operações); Alfredo Jinjas (Empresarial) Fausto Fernandez de Mello Neto (Corporativo)

MG/ES – Sede Belo Horizonte:  José Luiz Gattas Hallak (RI); Wellerson Vieira Leite (Varejo); Ricardo Drumond Andrade (Operações); Marcelo de Vicq de Cumptich (Empresarial) Catia Tokoro (Corporativo)

RS/SC/PR – Sede Porto Alegre: Gabriel Ribeiro de Campos (RI); José Carlos Bezerril- interino (Varejo); Luis Haroldo Iepsen (Operações); Marcelo Vinas Repetto (Empresarial); Alexandre Silveira (Corporativo)

DF/GO/TO/MT/MS/RO/AC – Sede Brasília: João Antonio Monteiro Tavares (RI); Eneias Bezerra da Silva (Varejo); Lener Silva Jayme (Operações); Jorge Roberto Barbosa dos Santos (Empresarial); Fayerton Queiroz dos Santos (Corporativo)

BA/SE– Sede Salvador: José Ailton de Lira (RI); Manoel Moreira Campos Jr (Varejo); Florentino- interino; Oliveira –interino; Magno Vilas Boas Pinto (Corporativo)

PE/PB/AL/RN– Sede Recife: Frederico de Siqueira Filho (RI); Kleber Laurindo de Albuquerque Filho (Varejo); Iepsen- interino; Carlos Magno Neves de Oliveira(Empresarial); Magno Vilas Boas Pinto (Corporativo)

CE/MA/PI– Sede Fortaleza: Urbano Costa Lima (RI); Edilberto Gomes da Costa (Varejo); Iepsen- interino; Maria Lygia Von Sohsten (Empresarial); Magno Vilas Boas Pinto (Corporativo)

AM/RR/PA/AP– Sede Manaus:  Francisca Vânia Martins Anonaccio (RI); Emerson Rodrigues Martins (Varejo); Jayme – interino; Jeferson Luiz Benitez (Empresarial); Fayerton Queiroz dos Santos (Corporativo).

Responde ainda pela diretoria Governo Federal de todas as regionais Carlos Eduardo Monteiro de Moraes Medeiros.

 

Nova estratégia

Como parte de sua reestruturação, a Oi também desistiu de sua estratégia de vender apenas os chips, e anunciou nesta quarta-feira (14) a inauguração de 61 lojas próprias nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Distrito Federal e Goiás no próximo dia 16. A data foi escolhida para coincidir com o início das vendas do iPhone 4S, que também marca sua volta ao mercado de aparelhos, por conta da crescente demanda entre consumidores por tablets e smartphones.

 

Segundo comunicado da companhia, o plano é fechar 2012 com um total de 180 lojas que atuarão em vendas e no atendimento de pós-vendas de todos os serviços da operadora, desde telefonia e banda larga móveis a serviços fixos e TV por assinatura, nas regiões onde estiverem disponíveis.

 

A empresa deve retomar o canal direto não só com seus clientes mas também com fabricantes de aparelhos. Até o momento, a Oi atuava apenas com lojas terceirizadas, que também devem ser ampliadas em 30% em 2012, e comprava seus aparelhos através de distribuidores. O próximo passo agora será negociar com fabricantes a venda subsidiada de dispositivos, de acordo com a assessoria de imprensa da operadora.

 

Com a reabertura de lojas próprias, a Oi deve contratar 800 funcionários ainda este ano, e planeja chegar ao final do ano que vem com um total de 2.350 vendedores no novo modelo de operação.

Anterior PSOL vai questionar no STF outorgas de radiodifusão a políticos
Próximos Camex reduz impostos para bens de capital e TICs