Oi conecta a estação brasileira reinaugurada na Antártica


A Oi é a operadora responsável pela internet fixa com capacidade de transmissão de dados em alta velocidade, rede móvel com conexão 4G, sistema de recepção de sinal de TV via satélite, infraestrutura para acesso WiFi e conectividade na Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), reinaugurada nesta quarta-feira, 15, pelo governo brasileiro. O serviço é prestado a partir de contrato firmado com a Marinha. O link se dá pelo satélite Amazonas 3, da Hispamar, joint-venture entre Hispasat e Oi.

Com 4.500 metros quadrados e capacidade para hospedar até 64 pessoas, a nova estação conta com equipamentos da Oi para garantir uma conexão de qualidade aos militares e pesquisadores brasileiros que atuam no local.

A Oi fornece serviços de telecomunicações à Estação Antártica Comandante Ferraz desde 2006. No início do ano passado, a partir de um novo acordo de cooperação entre a Marinha do Brasil e a Oi, a companhia ampliou e modernizou os serviços prestados à EACF.

O acordo de cooperação prevê também treinamento e qualificação anuais dos militares componentes do Grupo-Base, que permanecem na Estação por mais de um ano, para a operacionalização do sistema e a manutenção dos equipamentos de telecomunicações. Além disso, a Oi realiza a revisão e manutenção preventiva dos equipamentos instalados na estação.

A nova infraestrutura de telecom também permite o monitoramento remoto dos equipamentos vitais da estação, incrementando a segurança operacional da base brasileira, e a ligação à rede corporativa da Marinha para as atividades administrativas, além de garantir a comunicação dos ocupantes da EACF com seus familiares.

“Conectar os brasileiros que estão na Antártica com o resto do mundo é um desafio tecnológico que mostra a capacidade da Oi de apresentar sempre a melhor solução em conectividade, mesmo em casos tão complexos e específicos como este. E essa iniciativa está em linha com nosso plano estratégico anunciado no ano passado, que prevê fortalecer nossa atuação como provedora de soluções digitais integradas para o mercado corporativo, baseado na robustez e abrangência da infraestrutura da Oi”, afirma Rodrigo Abreu, COO da Oi, que esteve na reinauguração. Na foto acima, aparece entre o conselheiro Henrique Luz e o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Marcos Pontes.

O plano estratégico da companhia prevê investimentos para massificação e liderança da companhia em infraestrutura de fibra óptica no país, com crescimento agressivo em soluções de Telecom e TI para o mercado corporativo e para o mercado de atacado.

Os sistemas de telecomunicações viabilizam a troca de dados entre as pesquisas de campo realizadas na Antártica e as instituições às quais os pesquisadores são vinculados no Brasil, contribuindo para o desenvolvimento da pesquisa brasileira, dentro dos objetivos do PROANTAR (Programa Antártico Brasileiro), que visa a produção de conhecimento científico do continente. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Apesar de conectado, brasileiro gasta menos com apps que usuários de outros países
Próximos Fiscal da Anatel vai vigiar ligação abusiva de telemarketing e cobrança de dados na 4G este ano

6 Comments

  1. João bosco
    16 de Janeiro de 2020
    Responder

    A direção da empresa tem que tomar providências sobre algumas empresas que super faturam prestação de servicos, tirar a sede da holding da cidade do Rio de Janeiro que o imposto é caríssimo é levar para uma cidade que da isenção de impostos.

  2. Erick Nilson
    17 de Janeiro de 2020
    Responder

    A Oi é grande… só precisa sanar seus problemas!

  3. Leandro Neto
    17 de Janeiro de 2020
    Responder

    Se aqui no Brasil o serviço dessa operadora já é Péssimo, imagina lá no exterior.

    • Joao Carlos
      17 de Janeiro de 2020
      Responder

      Estou usando Oi Fibra, e me surpreendeu!

  4. Erich Santos
    17 de Janeiro de 2020
    Responder

    Um feito e tanto! Parabéns à todos envolvidos. Não podemos nos esquecer de dar crédito também à NOKIA, que foi a responsável pelo fornecimento, instalação e ativação da solução Satélite e Móvel (2G e 4G).

  5. Roney
    17 de Janeiro de 2020
    Responder

    Para que o serviço da Oi se tem um satélite militar ocioso para acesso a internet?

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *