Oi começa a vender banda larga popular no atacado e varejo em 644 municípios


A Oi encaminhou ao Ministério das Comunicações, ontem (29), a relação dos municípios que serão atendidos com a oferta de atacado e varejo da banda larga popular, conforme determina o termo de compromisso assinado pela concessionária, em 30 de junho deste ano, oficializando sua adesão ao Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). Nessa primeira etapa os serviços estarão disponíveis em 644 municípios das regiões I e II do Plano Geral de Outorgas (PGO), que congregam população estimada em 23 milhões de pessoas. Em 100 deles, a banda larga popular começou a ser ofertada ontem às pessoas físicas ao preço de até R$ 35 por 1 MBPS e, em 544, links para que pequenos provedores possam oferecer o serviço, com custos 30% menores do que os praticados no mercado.

As listas com os municípios que terão ofertas de varejo e atacado já estão disponíveis no site da Oi e foram enviadas também para a Anatel. Na carta enviada ao ministro Paulo Bernardo, o presidente da Oi, Francisco Valim, destaca que devido ao relevante caráter social do projeto, “a distribuição dos municípios para atendimento contemplou cidades de todas as regiões do país, assim como diferentes situações de IDH e possibilidades de desonerações tributárias.” 

“Estamos muito orgulhosos com este lançamento. Foram três meses de trabalho intenso, quando precisamos treinar também toda a equipe do call center. Nos preparamos para estar prontos no dia 29 de setembro. Cumprimos o compromisso assumido com o governo e com a população brasileira”, afirmou o diretor de regulamentação e estratégia de negócios da operadora, Paulo Mattos. 

O Oi Velox nos moldes do PNBL oferece velocidade de 1Mbps e custará R$ 35 reais por mês. Nos estados em que for concedida isenção de ICMS para serviços de banda larga, a oferta será feita a R$ 29,90 mensais. Em ambos os casos, o cliente não precisará pagar pelo modem – cedido em regime de comodato – nem pelo provedor de acesso à internet. Conforme previsto no termo de adesão ao PNBL, o cliente poderá optar tanto por uma oferta que não esteja vinculada à contratação do STFC (telefone fixo) como por um pacote de serviços que inclua o Oi Velox e telefone fixo por até R$ 69,90 mensais – ou R$ 64,80, nos estados com isenção de ICMS.

Veja a relação dos municípios atendidos com oferta de varejo:

Manuel Urbano e Bujari, no Acre.
São Sebastião e Pilar, em Alagoas.
Icapuí, Bela Cruz, Cruz, Granja e Paraipaba, no Ceará.
Santa Tereza de Goiás, Diorama, Campinaçu, Israelândia, Professor Jamil, Novo Planalto e Teresina de Goiás, em Goiás.
Porto Alegre do Pindaré, no Maranhão.
Fortuna de Minas, Cajuri, Augusto Lima, Joaquim Felício, São José do Alegre, Araçai, Engenheiro Navarro, Campanário, Santana da Vargem, São Sebastião da Bela Vista, Bandeira do Sul, Ponto dos Volantes, Aguanil, São Sebastião do Rio Verde, Monsenhor Paulo, Ipiúna, Ressaquinha, Careaçu, Guimarânia, Cachoeira da Prata, Cabo Verde, Santa Rita das Caldas, Naque, Soledade de Minas, Arantina, Piranguinho, Cristiano Otoni e Jesuânia, em Minas Gerais.
Jateí, no Mato Grosso do Sul.
Custódia, Taquaritinga do Norte, Paramirim, Aliança e Bom Jardim, em Pernambuco.
Luís Correa, no Piauí.
Diamante do Sul, Jardim Olinda, Farol, Cruzmaltina e Espigão Alto do Iguaçu, no Paraná.
Rio das Flores e Macuco, no Rio de Janeiro.
Alto Paraíso, em Rondônia.
Rorainópolis, em Roraima.
Ponte Preta, Novo Tiradentes, Campo Novo, Alto Feliz, Glorinha, Boa Vista do Sul, Erval Seco, Santo Antônio do Palma, Quinze de Novembro, São Domingos do Sul, Vista Alegre, Bossoroca, Boa Vista do Buricá, Ciríaco, Brochier, Barão, Boa Vista das Missões, Ibiraiaras, Coxilha, Sentinela do Sul, Engenho Velho, Três Forquilhas, São Vendelino, Cerrito, Dois Lajeados e Nova Araçá, no Rio Grande do Sul.
Matos Costa, Zortéa e Rio Rufino, em Santa Catarina.
Carmópolis, Laranjeiras, Capela e Boquim, em Sergipe.
Cachoeirinha, Tupirama, Chapada da Natividade, Luzinópolis e Darcinópolis, em Tocantins.

A relação com os 544 municípios que têm oferta de atacado pode ser acessada no site da concessionária, no item “Oi pra Negócios”. (Da redação)

Anterior Tele.Síntese analíse 312
Próximos MP para compra de produtos de defesa viabiliza projeto do satélite nacional