Oi anuncia limite máximo de emissão de ações em oferta


A Oi S.A., que avança no processo de fusão com a Portugal Telecom, informou ao mercado nesta quarta-feira (2) que o Conselho de Administração da Companhia aprovou ontem (1) o limite de emissão de 1.917.028.657 ações ordinárias e 3.834.057.315 ações preferenciais, totalizando 5.751.085.972 ações, na oferta pública de distribuição primária de ações ordinárias e preferenciais da Oi, cujo pedido de registro se encontra em análise na CVM.

A quantidade de ações inicialmente ofertada poderá ser aumentada, por opção do coordenador líder, em até 15%, ou seja, até 287.554.298 ações ordinárias e 575.108.597 ações preferenciais, totalizando 862.662.895 ações, destinadas a atender
eventual excesso de demanda.

A quantidade de ações inicialmente ofertada também poderá ser aumentada, a critério da Oi, em comum acordo com os coordenadores globais da oferta e com os coordenadores globais da oferta internacional, em até 20%, ou seja, até 383.405.731 ações ordinárias e 766.811.463 ações preferenciais, totalizando 1.150.217.194 ações.

Anterior Pai da internet se diz preocupado com liberdade de inovação na rede
Próximos Proposta de exploração industrial de espectro entra em consulta pública