Oferta de 3G da Tim investe em parcerias de serviços e conteúdos


A Tim lançou oficialmente sua operação de 3G hoje, contando com parcerias de conteúdos e serviços e para turbinar suas ofertas nesta tecnologia. Para estimular o uso da 3G, a operadora investiu em parcerias estratégicas com a Sky, para oferta combinada de telefonia celular, acesso à internet e TV por assinatura; com a HP a …

A Tim lançou oficialmente sua operação de 3G hoje, contando com parcerias de conteúdos e serviços e para turbinar suas ofertas nesta tecnologia. Para estimular o uso da 3G, a operadora investiu em parcerias estratégicas com a Sky, para oferta combinada de telefonia celular, acesso à internet e TV por assinatura; com a HP a operadora firmou parceria para o lançamento de notebook já com o modem 3G da Tim embarcado; com o portal UOL o foco é a oferta de assinatura de conteúdo banda larga e serviços de internet; e a Band realizará transmissões ao vivo com tecnologia 3G.  As parcerias estão dentro do escopo do plano de investimentos da operadora no país, que contempla R$ 7,2 bilhões para o triênio 2008-2010.

O crescimento da rede 3G também está ligado a um aumento no número das vendas de aparelhos compatíveis com esta tecnologia, sendo que a operadora já oferece quatro modelos nas cidades onde opera na freqüência de 850 MHz, e para a freqüência de 2100 MHz serão ofertados sete modelos ao todo. A Tim estima que aproximadamente 10% de todos os aparelhos vendidos no Brasil este ano serão compatíveis com a 3G. Mario Cesar Pereira de Araujo, presidente da Tim, ressaltou hoje que a política de subsídios à aparelhos deverá ser mantida: “vamos continuar com a política de estimular a entrada de clientes na nossa base”.

Outro dos principais vetores da 3G são os minimodems USB quadriband oferecidos pela operadora no serviço Tim Web Banda Larga, que funcionam nas redes GPRS, EDGE, 3g/HSPDA. A operadora oferece cinco planos tarifários, que variam de R$ 19, para 40 MB de download, a R$ 159,90, para acesso ilimitado a uma velocidade "de até 7 Mbps". A operadora informou no entanto que 7 Mbps é a velocidade dimensionada, mas que a velocidade média das conexões nesta teconlogia é de 2 Mbps, sendo que "não haverá garantias de conexões mínimas", destacou Marco Lopes, diretor de marketing da empresa. Ele afirmou que a Tim possui atualmente mais de 500 mil clientes convergentes, com os minimodems, em todos os planos. 

WiMAX e competição

Araujo rebateu críticas das operadoras fixas, que afirmam que a 3G não competirá com o acesso fixo à internet banda larga. “Estou competindo por um pouco da receita das fixas”, destacou o executivo, alfinetando uma das principais concorrentes no serviço de banda larga: “a assinatura de banda larga da Net é só para a sua casa, a assinatura da Tim é para o mundo inteiro”.

Ele também avaliou o desempenho da tecnologia WiMAX, cogitada como uma das principais concorrentes da 3G. “No WiMAX precisa primeiro a Anatel fazer a licitação”, disse Araujo, se referindo às constantes idas e vindas do leilão das freqüências utilizadas por esta tecnologia. “Enquanto os telefones WiMAX forem caros, sem escala, esta tecnologia vai servir muito mais como cobertura spot e não como cobertura espraiada, que é a que fazemos”, salientou o executivo.

Anterior Sobras do leilão: Claro e Unicel ganham com decisão da Anatel
Próximos Projeto que atualiza legislação sobre grampos chega ao Congresso