“O governo tem o dever de levar informação pública à população”, diz Dilma


Dilma Rousseff, durante posse do novo ministro da Secretaria de Comunicação Social
Dilma Rousseff, durante posse do novo ministro da Secretaria de Comunicação Social (Foto: José Cruz / Agência Brasil)

Ao empossar na manhã desta terça-feira (31), no Palácio do Planalto, em Brasília, o novo ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, a presidente Dilma Rousseff afirmou que a liberdade de expressão e de imprensa são a grande conquista do processo de redemocratização do país.

“É preciso ter liberdade de ir às ruas reivindicar direitos ou simplesmente protestar. No Brasil, nós temos de saber conviver com isso. Quem, como eu, viveu sob uma ditadura, sabe o imenso valor da liberdade de expressão e da liberdade de imprensa”, destacou.

Ela falou que vozes dissonantes são mais bem-vindas que o silêncio: “Tenho reiterado, em várias circunstâncias, que preferimos o barulho das vozes na democracia ao silêncio oprimido das falas escondidas nas ditaduras”.

Dilma destacou também o papel do governo de levar transparência à população por meio da comunicação pública. “O governo tem o dever de levar informação pública à população. Deve mostrar suas ideias, propostas e realizações. Deve explicar suas decisões, defender seus critérios e conversar com o povo por todos os meios legítimos que tiver à sua disposição. O governo precisa levar à frente a comunicação”, defende.

Dilma Rousseff também afirmou que é obrigação do governo, também por meio da Secom, explicar à população sobre o momento em que o país passa, de ajuste fiscal e austeridade com as contas públicas.

“Temos obrigação de explicar ao povo que passamos por uma conjuntura que exige maior rigor nos gastos públicos e ajustes para que o país volte a crescer o mais breve possível. Tenho certeza de que o ministro Edinho seguirá esta linha de atuação para a comunicação do governo”, declarou. E reafirmou apoio ao ministro em sua nova missão.

“Asseguro ao ministro Edinho todo o meu apoio, pois num governo democrático e, eu tenho certeza, com as convicções do Edinho, nós devemos sempre prestar contas à população e, sobretudo, e acima de tudo, zelar pela nossa democracia, que tem na liberdade de expressão e de imprensa um dos seus principais esteios”, finalizou. (Com Blog do Planalto)

Anterior Com investimentos de US$ 3 bi, IBM aumenta ofensiva em Internet das Coisas
Próximos Anatel faz consulta sobre neutralidade da rede e define três modelos de "zero rating"