O bilionário Carlos Slim fica com 17% do New York Times


Carlos Slim, dono da Claro, Embratel e NET no Brasil é agora um importante acionista do jornal New York Times. Ele, que já era sócio do periódico, dobrou sua posição, chegando a 17% ao executar as garantias de um empréstimo que fez ao jornal em 2009.

 Carlos Slim, dono da Claro, Embratel e NET no Brasil é agora um importante acionista do jornal New York Times. Ele, que já era sócio do periódico, dobrou sua posição, chegando a 17% ao executar as garantias de um empréstimo que fez ao jornal em 2009.

Ele fez o empréstimo no valor de US$ 250 milhões, quando o jornal passava por dificuldades financeiras naquela época. Com esta conversão concretizada agora, Slim passa a ser o maior acionista individual com ações do tipo A do grupo.

A família Ochs-Sulzberger continua com a maioria do poder de voto, com ações classe B, de mais de 70% do jornal, há mais de um século. Slim vai comprar suas ações com quase 50% de desconto ao valor atual do jornal. Para exercer o seu poder de preferência, vai pagar US$ 101 milhões ao periódico,  que vai usar o dinheiro para recomprar ações classe A que estão no mercado. ( com Financial Times). 

Anterior Hans Vestberg vai acumular presidencia com divisão de redes da Ericsson
Próximos Consumidores perdem interesse nas redes sociais e smartphones ganham espaço