O avanço da AT&T no México pode acelerar a consolidação no Brasil?


Na noite de sexta-feira (07) a AT&T, maior operadora de telecom norte-americana, surpreendeu o mercado ao anunciar a compra integral da Iusacell, a terceira maior operadora de celular do México, que tinha recentemente voltado integralmente para o grupo Salinas. Conforme o comunicado, a operação estará concluída no primeiro trimestre de 2015.

Esta aquisição, que deverá custar US$ 2,5 bilhões, incluindo as dívidas da companhia mexicana, fortalece a opinião de diferentes analistas de que a AT&T irá também adquirir os ativos da América Móvil, obrigada a vender parte de suas redes devido à nova legislação local. Isto porque, a Iusacell, tem apenas operação de celular, tem pouca infraestrutura, alcança 70% da população mexicana, e possui hoje 8% do maket share.

Para atender a legislação mexicana, a América Móvil (que controla também a operadora fixa, a  Telmex) deve se desfazer de pelo menos 20% da empresa e de seus clientes, para ficar com um mercado abaixo de 50% conforme determina a nova regulgação.

As apostas são de que a AT&T, antes sócia do bilionário Carlos Slim, passe a ser mesmo sua competidora não só no México, como também em toda a América Latina.

 Consolida Brasil?

Este movimento da AT&T em direção à América Latina poderá acelerar o processo de venda da TIM para os três grupos que atuam no Brasil  – Telefonica, a própria América Móvil, e Oi, avaliam os analistas, em um movimento de proteção das atuais incumbents ao ingresso do competidor norte-americano.

Se quiser, a AT&T pode comprar a TIM ou mesmo a OI que quer ser compradora e protagonista da consolidação no mercado brasileiros (assim como a TIM), mas nada impede que, a um bom preço, também seja vendida.

A AT&T já ingressou no Brasil com a aquisição da DirectTV nos Estados Unidos, que é controladora da Sky no Brasil, mas ainda não deu sinais de vida por aqui. Está esperando que as agências de competição e de regulação norte-americanas decidam o processo por lá. Por aqui, ela já conseguiu aprovação da compra tanto pela Anatel como pelo Cade.

 

Anterior TIM terá coquetel no dia 14 para lançamento dos iPhone6 e iPhone6Plus
Próximos Estádio do Morumbi terá WiFi para 30 mil conexões simultâneas