Número de acessos LTE cresce 396% na América Latina, em um ano


4g no mundo marco 2015 ovum 4g americas PTA 4G Americas divulgou hoje (9) dados sobre a evolução do 4G no mundo no primeiro trimestre deste ano. O levantamento aponta para um crescimento constante e rápido do LTE, que alcançou os 16 milhões de acessos ao final de março somente na América Latina, região do planeta onde mais cresceu.

O número representa um aumento de 396% em relação ao mesmo período de 2014. Em todo o globo, foram registrados 635 milhões de conexões com a tecnologia, 151% a mais que um ano antes. Os dados foram coletados para a entidade pela empresa de pesquisa Ovum.

“A partir deste ano, entramos em uma fase de crescimento rápido do LTE na América Latina, com quase todos os países oferecendo a tecnologia com pelo menos duas operadoras”, explica José Otero, diretor para América Latina e Caribe da 4G Americas.

Brasil, Colômbia e México são responsáveis por 75% dos acessos 4G na área. Apenas o Brasil representa 50%. Ao todo, são 67 redes comerciais 4G na região, em 27 países. Até o final de 2019, a expectativa é que 196 milhões de acessos LTE sejam latino-americanos. Na região, a maioria das conexões móveis de banda larga é feitas por tecnologia HSPA ou HSPA+ (3G). São 282 milhões de conexões deste tipo, 70 milhões das quais contraídas no último ano – equivalente a crescimento de 39%.

A América do Norte continua a ser a região com maior penetração do LTE. Ali, 44% das conexões são 5G. A média mundial é de penetração equivalente a 9%. Apenas nos Estados Unidos existem 68 redes LTE em operação comercial, 180 milhões de conexões – com adição de 60 milhões de usuários no último ano. A projeção é que, até 2019, o país terá 345 milhões de usuários 4G. Atualmente, as conexões 3G são 26% do mercado, com 109 milhões de acessos.

O mundo tem hoje 418 redes comerciais LTE, operando em 142 países. As redes LTE-Advanced somam 67, em 39 países. No final de março eram 635 milhões de usuários LTE. A Ovum estima que já em 2016 haverá 1 bilhão de acessos 4G no planeta. Em 2019, serão 2,5 bilhões.

Anterior Carteiros e senadores de oposição se unem por CPI dos fundos de pensão
Próximos CPqD tem novo presidente