Novo titular da Setic deve manter a licitação de nuvem para o governo


Nomeado para assumir interinamente a Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) do Ministério do Planejamento, Gleisson Rubin, se reuniu nessa terça-feira (20), com a equipe para definir o projeto de trabalho. Ele vai acumular o cargo deixado por Marcelo Pagotti, com a secretaria de Gestão (Seges), que já ocupava. E adianta que manterá a mega licitação de nuvem para o governo.

No primeiro momento, Rubin afirma que é preciso olhar primeiramente o projeto para dar o direcionamento correto. “Vamos avaliar prazos e todas as etapas programadas para ver o que é possível ser mantido ou repriorizado. Isso será feito no menor tempo possível”, afirmou.

Segundo Rubin, as prioridades na área de TIC são do governo e essas permanecem inalteradas. A busca é por oferta maciça de serviços digitais, centralização de compras de TIC, cruzamento e integração das bases de dados, “que é uma agenda validada com ministro e se mantem na íntegra”, disse.

PUBLICIDADE

O projeto inicial da mega licitação previa o lançamento do edital ainda este mês para a contratação de um broker. Esse broker teria que vir com dois fornecedores de nuvem diferenciados. O objetivo seria dar mais agilidade na oferta de serviços digitais ao cidadão.

Sobre licitação na área de telefonia, Rubin ressaltou que nenhum processo que envolve compras centralizadas de telefonia é trivial.  “É uma estratégia complexa pela escala envolvida, pela necessidade de atender com segurança a todo o governo federal”, adiantou.

Esse processo de telefonia está sendo tocado pela central de compras que integra a Seges. “Vou olhar pelos dois lados, tanto pela Seges quanto pela Setic. Prefiro não assumir prazos neste momento”, acrescentou.

Anterior Operadoras cobram leilão de outras faixas além dos 700 MHz
Próximos Crítica à falta de projetos estruturantes une SindiTelebrasil e Intervozes