Novo governo não pode achar que só Telebras oferece banda larga


O astronauta e ministro Marcos Pontes disse que sua prioridade é resolver o imbróglio Viasat Telebras para ampliar a oferta de banda larga no país. Não pode se omitir, porém, de definir política pública para estimular os investimentos das empresas privadas – pequenas, que possuem 33% do mercado de banda larga fixa, e grandes operadoras, responsáveis pelo restante dos acessos à internet fixa no país.

Anterior Amazon prepara OTT de games
Próximos Anatel propõe cortar R$ 2 bilhões ao ano de taxa de Fistel em troca de novo imposto

1 Comment

  1. 12 de Janeiro de 2019
    Responder

    Concordo, a internet no nosso país tem muito a melhorar comparando com países mais desenvolvidos, nosso ministro está indo em caminho correto.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *