Novo CEO da Huawei diz que pandemia vai elevar custos no Brasil


A multinacional Huawei prevê elevação dos custos no Brasil em decorrência do surto do novo coronavírus, disse hoje, 22, o novo CEO da gigante chinesa no país, Sun Baochen, durante live realizada em Brasília. Ele afirmou, porém, que a empresa manteve inalterado o fornecimento de seus produtos no mercado nacional.

“A fibra óptica se tornou uma demanda básica para as pessoas, assim como a água e a eletricidade. Temos fabricação local e vamos continuar trazendo soluções e tecnologias mais recentes aos brasileiros”, disse Baocheng, que nesta semana substituiu Yao Wei como CEO da empresa. Ele participou de evento virtual da Aliança Conecta Brasil F4.

O novo chefe da multinacional  admitiu, entretanto, efeitos negativos na cadeia de produção em breve. Isso porque,  afirmou,  “o coronavírus vai tornar diferente o custo de transporte em relação ao que era antes”.

PUBLICIDADE

Baocheng destacou que no Brasil consultorias apontam para a continuidade da expansão da demanda por banda larga por mais alguns anos. “São cerca de 140 milhões de usuários que passam em média 4 horas conectados diariamente. O Brasil é também o maior mercado de games na América Latina, são quase 20 milhões de usuários online”, lembrou.

E concluiu afirmando que o incremento do tráfego visto durante a pandemia será permanente, não por causa da expansão do consumo em função do isolamento social, mas por novos produtos e serviços que aparecerão na esteira de novas tecnologias. “Depois disso tudo causado pela pandemia, vamos ter outras razões para o tráfego continuar aumentando”, resumiu.

Anterior Oi vai investir até R$ 5 bi em fibra óptica neste ano
Próximos Claro libera acesso gratuito a aplicativo de preparação para o ENEM