Infographic vector created by Freepik

Infographic vector created by Freepik

A T-Systems, subsidiária local da operadora alemã Deutsche Telekom, vai lançar um serviços de internet das coisas  (IoT) baseado em telefonia móvel no Brasil este ano. A empresa se tornou a mais nova operadora móvel virtual local a contratar a rede da Claro. Detalhes financeiros do acordo, fechado com a Embratel, braço para o segmento corporativo da Claro, não foram revelados.

O acordo deve permitir a oferta, no país, do IoT Service Portal. O serviço já é comercializado pelo Grupo Deutsche Telekom na Europa, nos Estados Unidos e na China.

“Atualmente, toda grande companhia precisa de conectividade para os aplicativos IoT que estão procurando implementar. Certamente nossa parceria com a Embratel vai permitir à T-Systems Brasil e ao Grupo Deutsche Telekom trazer serviços inovadores para o mercado brasileiro”, afirma Ideval Munhoz, presidente da T-Systems Brasil.

“Com o suporte da Embratel, a T-Systems terá conectividade, disponibilidade e qualidade de rede para suportar as operações de IoT de seus clientes globais no Brasil”, diz Marcello Miguel, Diretor Executivo de Marketing e Negócios da Embratel.

A T-Systems é fornecedora de serviços IoT para a BMW, cujos carros saem de fábrica com chip de conectividade. No Brasil, já prestava serviços de TI para o setor corporativo, independentes de rede móvel. O foco do novo serviço vai recair sobre os setores como automotivo, energia, saúde e transporte.

Serviço

O IoT Service Portal, da Deutsche Telekom, permite aos seus usuários operar e controlar, em tempo real, comunicações M2M (Machine-to-Machine). O assinante conegue monitorar todos os seus acessos M2M com seus correspondentes planos de dados e volumes de transmissão.

Os usuários podem ativar, bloquear ou desabilitar seus SIM Cards M2M e também mudar seus planos de dados e funcionalidades. Para controlar a transmissão de dados, eles podem criar alertas para cada cartão, recebendo notificações automaticamente. O portal é acessível por meio de uma conexão segura e suas funcionalidades podem ser integradas com ambientes de TI já existentes por meio de APIs (Application Programming Interfaces).