Nos EUA, venda de celulares cai e de chips aumenta.


No primeiro trimestre deste ano, as vendas de celulares diretamente aos consumidores norte-americanos atingiu 31 milhões de unidades, o que representa declínio de 22% frente a igual intervalo de 2007, apontou pesquisa da NPD. A consultoria estima que nos três primeiros meses de 2008 as vendas a consumidores somaram US$ 2,7 bilhões, contra US$ 2,9 …

No primeiro trimestre deste ano, as vendas de celulares diretamente aos consumidores norte-americanos atingiu 31 milhões de unidades, o que representa declínio de 22% frente a igual intervalo de 2007, apontou pesquisa da NPD. A consultoria estima que nos três primeiros meses de 2008 as vendas a consumidores somaram US$ 2,7 bilhões, contra US$ 2,9 bilhões no mesmo trimestre do ano passado.

A venda de telefones inteligentes (smartphones) respondeu por 17% de todas as vendas de celulares no primeiro trimestre deste ano, um aumento de 10% quando comparado ao primeiro trimestre de 2007. No mesmo intervalo, 79% dos telefones adquiridos contavam com tecnologia Bluetooth, contra 65% há um ano atrás, e 60% dos telefones possuíam tocadores de música, frente a 41% um ano antes.

Chips

Enquanto a venda de aparelhos cai nos EUA, o mercado de chips sem fio ultrapassa o mercado geral de chips. De acordo com a iSuppli, as vendas de chips sem fio somaram US$ 29,5 bilhões no ano passado, frente a US$ 27,4 bilhões em 2006, o que representa uma taxa de crescimento anual de 7,6%, mais que o dobro dos 3,3% do mercado geral de chips.(Da Redação, com noticiário internacional)

Anterior Oi confirma notificação à Anatel e ao Cade
Próximos Lula conclama empresários a investirem em microeletrônica no país