Nomeação de Moisés é aguardada pela Anatel


(Crédito: Shutterstock Sergign)

Com uma pauta regulatória bastante alentada para 2019, que inclui a preparação do país para o lançamento do leilão da 5G no final do ano e a modernização de vários regulamentos, o presidente da Anatel, Leonardo Euler de Morais, disse hoje, 11, que a agência vai precisar de seu quadro completo de conselheiros para dar conta das demandas. Por isso, espera que a nomeação de Moisés Moreira, secretário de Radiodifusão indicado conselheiro e sabatinado pelo Senado, seja efetivada o mais rápido possível.

Sem querer considerar nenhum tipo de especulação, Euler disse creditar o atraso na nomeação a questões meramente burocráticas de encaminhamento do nome sabatinado pelo Senado para a Casa Civil. Moisés Moreira teve seu nome aprovado pelo plenário do Senado no dia 28 de novembro. De acordo com fontes do Senado, se o nome não for enviado nesta legislatura, a indicação pode cair no vazio, já que em janeiro assume novo governo que poderá fazer indicação de outro nome. Elifas do Amaral Gurgel, ex-presidente da Anatel, indicado por Eunício de Oliveira, atual presidente do Senado quando era ministro das Comunicações, era um dos nomes que chegou a circular como cotado para o cargo mesmo após a indicação de Moisés, mas antes de sua sabatina. Elifas Gurgel integra o grupo de transição do governo Bolsonaro na área de C&T.

Segundo a área técnica do Senado, não se tem conhecimento de um nome de conselheiro sabatinado e aprovado pela Casa que não tenha sido encaminhado para nomeação.

Anterior Vivendi pressiona por mudanças no board da Telecom Italia
Próximos Operadoras do Japão fecham as portas para Huawei e ZTE