Nokia usa LTE Broadcast em carros autônomos no Japão


Tecnologia rastreia veículos e transmite a posição de todos os demais em uma área, podendo ser usada para avisos de frenagem antecipada ou alertas de mudança de faixa, por exemplo.

mec-lte-nokia-carro-autonomo

A Nokia e a operadora japonesa KDDI conseguiram estabelecer uma conexão de baixa latência (menos de 20 ms) com veículos em movimento usando redes 4G. A demonstração usou a tecnologia LTE Broadcast e, segundo as empresas, poderia ser usada no controle de carros autônomos antes mesmo do lançamento de redes móveis de quinta geração (5G).

As empresas instalaram nos veículos do teste dispositivos para os carros enviarem dados de forma constante para a rede. Esta, capturava as informações usando a plataforma MEC (multi-access edge computing), e as processava. Um hotspot eMBMS (Multimedia Broadcast Multicast Service) emitia, então, informações para todos os veículos simultaneamente. No caso, repassava dados sobre todos os automóveis no trânsito, indicando suas posições no espaço e ações (como mudar de pista).

Essa estratégia se mostrou de custo mais baixo do que criar uma conexão de cada carro entre si, dizem as empresas. Também poderia ser mais atraente para as operadoras de telecomunicações, uma vez que a interconexão entre os veículos exigiria uso de suas redes. Coisa que não acontece, por exemplo, na troca de dados V2V (veículo para veículo).

Conforme a Nokia, a demonstração comprova a viabilidade de usar o LTE com carros autônomos. A grande vantagem, frente a 5G, seria o investimento baixo por parte das operadoras, mas também das montadoras, que poderiam continuar a equipar seus carros com os módulos de celular atualmente em uso.

O sistema poderia ser usado, defende, em soluções de segurança, nas quais o condutor é orientado a iniciar a frenagem ou a se manter na pista antes mesmo de enxergar o perigo. Em carros autônomos, a solução adicionaria uma camada de segurança, pois a transmissão de informações em tempo real poderia indicar a posição de outros carros não detectados, ainda, pelos sensores dos veículos.

O teste aconteceu na ilha de Hokkaido. Antes, a Nokia já havia experimentado tecnologia similar, também baseada na MEC, na Alemanha e na China. A fabricante faz parte da 5G Automative Association (5GAA) que busca desenvolver e padronizar a futura tecnologia de conectividade para carros autônomos.

Anterior Serviços em nuvem irão movimentar US$ 7,4 bi na AL em 2022
Próximos Anatel prorroga consulta sobre indicadores setoriais por 30 dias