Nokia populariza smartphones para ganhar mercado


De olho no 1,2 bilhão de usuários que têm um telefone móvel apenas para serviços de voz e de SMS, a Nokia está lançando smartphones com preços populares para incentivar esses usuários a se conectarem. Para o mercado brasileiro, a aposta da empresa são os aparelhos da linha Asha, que serão produzidos na sua fábrica de Manaus e estarão disponíveis comercialmente no primeiro trimestre de 2012. Serão três modelos, todos com sistema dual SIM e recursos para serviços de dados e conectividade, com preços sugeridos de R$ 249, R$ 349 e R$ 459. Além dessa família, a fabricante aposta nos devices da linha Lumia, com o sistema operacional Windows, já lançados na Europa e que chegarão ao Brasil e demais países da América Latina no início do próximo ano. Um dos modelos, o Lumia 710, também será produzido em Manaus.

“Estamos trabalhando para conectar o próximo bilhão de pessoas à internet”, disse hoje o CEO e presidente da Nokia, Stephen Elop, que está no país conversando com operadoras e varejistas. “Hoje as pessoas já acessam à internet mais pelo mobile do que por computadores”, comentou. A vice-presidente executiva de Mobile, Mary McDowell, acrescentou que grande parte dos consumidores são jovens, da área urbana, que querem acesso, capacidade de dados e preço. “80% dos usuários de telefone móvel não têm um smartphone e queremos aproveitar essa oportunidade”, afirmou McDowell.

Para isso, informou, a Nokia aperfeiçoou seu portfólio, criando aparelhos coloridos, touch e com dual SIM para dois cartões. “Com esses lançamentos já tivemos um ganho de share“, afirmou McDowell. No primeiro semestre a empresa vendeu 18 milhões de novos aparelhos com essas características. A fabricante também aposta nos aplicativos e nos serviços na nuvem, que permitem ao usuário um acesso mais rápido e mais barato aos dados. Stephen Elop destacou que a Nokia está fazendo “esforços” para garantir o desenvolvimento de aplicativos localmente. No caso do Brasil, os desenvolvedores de Symbian estão sendo capacitados pelos parceiros da Microsoft para desenvolverem aplicativos para o sistema Windows Phone.

O CEO da Nokia também informou que a empresa tem interesse em tablets e acredita que a versão 8 do Windows Phone será uma “experiência” que vai inovar no mercado. “O mercado de tablet nos interessa sim e temos uma grande expectativa no futuro, com PC, tablets e smartphones funcionando com o mesmo sistema operacional”, comentou.

Anterior NET amplia área de cobertura do Now
Próximos Colombiana ETB lança MVNO em janeiro