Nokia criará joint venture com sócia chinesa da Alcatel-Lucent


A Nokia pavimenta o caminho para que o governo da China aprove sua fusão com a Alcatel-Lucent. A companhia finlandesa anunciou hoje, 28, que firmou um memorando de entendimento com a Huaxin, empresa do governo chinês sócia na Alcatel-Lucent Shanghai Bell (ASB), operação local da Alcatel-Lucent.

Pelo acordo, uma joint venture entre a Nokia China e a Huaxin será formada, com os ativos hoje da ASB, após a aprovação da fusão. Nesta joint venture, a Nokia terá 50% de participação mais uma ação. A joint venture se chamará Nokia Shanghai Bell. “A partir deste memorando de entendimento, trabalharemos com nossos parceiros para uma aprovação rápida da proposta de combinação entre Nokia e Alcatel-Lucent pelas autoridades chinesas”, diz Rajeev Suri, CEO da Nokia.

A joint venture deve ser criada em nove meses. Se a fusão não for aprovada até lá, o memorando será revisto, com possibilidade de o acordo ser desfeito. Até lá, Nokia China e a ASB continuam operando como empresas distintas. Reguladores do Brasil, União Europeia e de outros países já aprovaram a combinação das companhias. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Claro, Oi, TIM e Vivo vão mesmo ter que pagar mais de R$ 300 milhões para operadoras de TV MMDS
Próximos Para Google, objeções da Comissão Europeia são infundadas