Nokia começa a cortar 1,3 mil vagas “redundantes”


shutterstock_michaeljung_industria_servico_redeA Nokia anunciou um programa de corte de postos de trabalho que teriam se duplicado com a compra da Alcatel-Lucent, concluída no ano passado. E iniciou a demissão em sua sede, na Finlândia, com o fechamento de 1,300 mil vagas. Não disse, porém, quantos postos de trabalho irá fechar em todo o mundo.

O processo de demissão irá ocorrer a partir de agora até 2018. A empresa emprega 6,850 mil pessoas na Finlândia e 105 mil em todo o globo e em outubro passado anunciou a meta de atingir sinergias de custos operacionais de €900 milhões em 2018.

Segundo a empresa, os cortes ocorrerão principalmente nas áreas de P&D, vendas e organizações regionais e funções corporativas. Pretende também diminuir custos com aluguéis, manufatura e fornecedores. Vai focar seus produtos na 5G, nuvem e internet das coisas. (com agências internacionais).

Anterior CGI.br rechaça relatório da CPI dos Crimes Cibernéticos
Próximos Cobertura 4G alcança 55% da população brasileira