No terceiro trimestre, Brasil totaliza 7,1 milhões de acessos de banda larga.


Entre julho e setembro de 2007, foram comercializadas 544 mil novas conexões em banda larga no Brasil, totalizando 7,1 milhões de acessos, um avanço de 8,3% em comparação à base instalada no fim do segundo trimestre. Este índice de crescimento é um pouco maior do que a taxa de 8% do trimestre anterior, de acordo …

Entre julho e setembro de 2007, foram comercializadas 544 mil novas conexões em banda larga no Brasil, totalizando 7,1 milhões de acessos, um avanço de 8,3% em comparação à base instalada no fim do segundo trimestre. Este índice de crescimento é um pouco maior do que a taxa de 8% do trimestre anterior, de acordo com o Barômetro Cisco de Banda Larga. As razões apontadas para o maior crescimento no terceiro trimestre foram a sazonalidade do mercado somada à aquisição do serviço por pessoas que compraram computadores de forma facilitada no início de 2007.

Segundo o indicador, o acesso econômico começa a perder espaço para o de maior velocidade, com os novos usuários optando pelo acesso em megabits por segundo, sendo que a participação da faixa de velocidade acima de 1 Mbps ficou em 27,6% do total de conexões no trimestre. O acesso residencial se manteve como o principal mercado consumidor de banda larga, responsável por 86,3% das conexões instaladas. Já o mercado corporativo cresce a taxas menores, representando 13,7% dos assinantes, com uma base que cresceu 2,4% frente ao segundo trimestre do ano.

As linhas dedicadas à internet que provêm acesso rápido para médias e grandes empresas cresceram 1,9% durante o terceiro trimestre, atingindo quase 46 mil conexões. A pesquisa apontou que no terceiro trimestre deste ano os assinantes de banda larga por telefonia movél totalizaram 268 mil acessos. No mundo a banda larga em 2006 somou 270 milhões de assinantes, e a expectativa é que me 2010 este número seja de 451 milhões. (Da Redação)  

Anterior TVA é multada pela Anatel
Próximos BrT vai distribuir mais R$ 254 mi de dividendos