Nextel reduz prejuízo no 3º tri


A operadora móvel Nextel reduziu o prejuízo no terceiro trimestre de 2019, embora continue a funcionar no vermelho. Conforme o balanço financeiro da controladora NII Holdings, que tem como único ativo a tele brasileira, houve perda de US$ 34,4 milhões no período que abrange julho, agosto e setembro. Um ano atrás, o prejuízo para os mesmos meses foi de US$ 52,4 milhões.

A holding informou receitas totais operacionais da Nextel de US$ 145,8 milhões, alta de 2,84%. O lucro operacional da operadora foi de US$ 33,2 milhões, 6,6x maior que no terceiro trimestre de 2018. Ainda assim, a tele registra alto custo financeiro, o que a levou a ter prejuízo antes de impostos de US$ 15 milhões, ante resultado negativo de US$ 31 milhões um ano antes.

O balanço financeiro com os resultados foi divulgado hoje, 5, pela companhia.

No ano

De janeiro a setembro, a Nextel apresentou receitas operacionais de US$ 437,5 milhões, queda de 8% em relação ao mesmo período de 2018. A companhia saiu, porém, do prejuízo de US$ 19,6 milhões registra nos nove meses iniciais do ano passado, para lucro operacional de US$ 71 milhões.

Os custos financeiros caíram quase à metade, mas ainda não foi possível reverter o prejuízo antes de impostos, que ficou em US$ 51,4 milhões, uma melhora de 66%.

As receitas com telefonia móvel cresceram 5% em relação ao terceiro trimestre de 2018. Nos nove meses, aumentaram 3%, impactadas pela desvalorização cambial do real frente o dólar. A receita média por usuário permaneceu inalterada, em R$ 53.

Anterior Cade pode levar até 6 meses para julgar fusão Claro/Nextel
Próximos Governo dá a partida para eleição de membros do CGI.br

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *