Netflix aponta rápido crescimento da base no Brasil


A Netflix, empresa de serviço de vídeo pela internet, anunciou nesta segunda-feira (22) os resultados para o segundo trimestre do ano na qual apresentou uma base de 38 milhões de assinantes, um crescimento de 26% nos Estados Unidos e de 155% nos demais países, na comparação com um ano antes.

A receita no mercado doméstico somou US$ 671 milhões, ante US$ 533 milhões um ano antes. No mercado internacional, a Netflix registrou receita de US$ 166 milhões. Globalmente, a companhia registrou receita de US$ 1,069 bilhão e lucro líquido de US$ 29 milhões, ante R$ 889 milhões e US$ 6 milhões no mesmo período do ano passado.

A Netflix se disse surpresa com a expansão da base de assinantes que não recrudesceu em relação ao trimestre anterior como era esperado por conta de efeitos de sazonalidade, o que foi explicado, em partes, pela atratividade gerada pela contratação de conteúdo exclusivo. O avanço em mercados estrangeiros foi destacado pela Netflix uma vez que nestes seis primeiros meses de 2013 não foi lançado serviço em novos mercados.

Na América Latina, a empresa destacou o crescimento forte de novos membros no Brasil, a despeito do aumento do preço do serviço, de R$ 15 para R$ 17. A empresa pretende atualizar os preços para antigos assinantes em agosto, mas espera um impacto mínimo, uma vez que a “inflação substancial está elevando a maior parte dos preços no Brasil”.

A companhia reforçou no período sua disposição para seguir investindo em licenciamentos exclusivos. A iniciativa de buscar títulos originais será ampliada para documentários e e stand-up comedies. (Da redação)

Anterior UIT promove eventos regionais em Montevidéu
Próximos Governo tem interesse em popularizar a internet, diz Dilma em programa de rádio.